EUA: Criado o ¨Out Military¨, uma espécie de Facebook para soldados gays Resposta

O que antes era uma política de ¨Não Pergunte, Não Diga¨, agora está se tornando o contrário, quando alguns membros do exército americano querem o ¨Pergunte, Diga¨ e também encontrar e fazer amigos em uma rede social conhecida como ¨Out Military¨.

Criado há pouco mais de uma semana, o site que é uma espécie de Facebook permite que soldados gays possam interagir e dividir experiências que vivem ou viveram em relação à política que impedia gays de se assumirem  no exército americano, criado no governo de Bill Clinton.

No momento, o site tem um pouco mais de 50 usuários, mas este número pode aumentar nos próximos meses segundo os responsáveis do site, quando a revogação da lei entrar definitivamente em vigor. Atualmente, o exército americano está estudando as regras e o dia para implementar a nova política. Mesmo assim, alguns membros dizem que não estão esperando e não tem medo da possibilidade de perder o trabalho militar.

Depois de ver um anúncio no Facebook, Kristin Orta, que serve na Guarda Nacional da Flórida, decidiu participar do site e disse que ¨isso dá para as pessoas uma plataforma social de comunicação¨. Orta, que se alistou em agosto disse que entrar nas forças armadas durante o congresso americano que debatia o ¨Não Pergunte, Não Conte¨ foi pura coinscidência, e que esse fato foi um passo na direção certa de permitir membros de servirem abertamente.

Outro membro do ¨Out Military¨. Bill Royal, que é veterano do Vietnã, disse que foi vítima de abuso sexual durante seu tempo no exército e espera que o site possa ajudar outros que sofram da mesma experiência:

– Eu entrei, mais do que qualquer coisa, para que talvez eu pudesse ajudar alguém.

O site foi criado pelo web designer John McKinnon, para dar suporte a outros que talvez estejam procurando por amigos ou por um serviço de contato com outros soldados gays e lésbicas. Ele teve a idéia depois que o debate sobre gays no exército voltou à cena nos últimos meses.

John está encorajando as pessoas a serem membros do site, mas enquanto alguns militares, como Orta, não têm medo de assumirem sua sexualidade, ele também diz para as pessoas não revelarem algumas informações antes que a revogação entre completamente em vigor.

Chris Colfer, de ¨Glee¨, é eleito o homem do ano em premiação gay Resposta

O site ¨Greg in Hollywood¨, voltado para o público LGBT, divulgou hoje a lista dos vencedores do prêmio Greggy, que elege os melhores gays do ano. Para decidir sobre quem levaria o troféu de homem do ano, não foi uma escolha fácil, levando-se em consideração que vários homens gays se destacaram no ano de 2010.

A começar por Ricky Martin, que (não) surpreendeu à todos, revelando sua homossexualidade. Também tem o ator Jesse Tyler Fergusson, integrante da série ¨Modern Family¨, que é sucesso nos EUA e em outros países. Na música, Adam Lambert poderia ter sido eleito com o seu talento que conquistou o mundo inteiro.

Essas foram algumas das opções que a premiação tinha para eleger o homem do ano. Mas quem levou mesmo foi o ator Chris Colfer, que interpreta o personagem gay de Glee, Kurt. Com apenas 20 anos de idade, o astro vem conquistando a todos com seu talento e admiradores da série que é a maior febre atual da televisão americana. Alguns apontam que seu personagem é a alma da série, e isso tem lhe proporcionado indicações no Emmy e no Globo de Ouro.

Chris foi convidado para vários programas de entrevistas nos EUA, além de ser capa de diversas revistas como a Rolling Stone e a Entertainment Weekly, e matéria em jornais e sites. 

Se no Brasil fôssemos eleger o homem (gay) do ano, quem seria? Dê a sua opinião!!!

Confira outros ganhadores do prêmio Greggy:

Série de Tv do Ano: Glee
Filme do Ano: The Kids Are All Right (Minhas Mães e Meu Pai)
Mulher do Ano: Jane Lynch
Revelação do Ano: Darren Criss
Estrela da Música: Adam Lambert

Senado arquiva projeto de lei complementar contra a homofobia Resposta

O projeto de lei complementar (PLC) 122/06, que visa criminalizar a homofobia foi arquivado no Senado. É regra da casa arquivar propostas que tramitam por mais de duas legislaturas.

Para o desarquivamento, são necessárias assinaturas de um terço dos senadores. É importante não deixar a proposta ser invalidada porque, caso isso ocorra, a discussão terá de recomeçar na Câmara dos Deputados, ou seja, volta ao ponto zero.

Para conhecer melhor o PLC 122/06 e assinar abaixo-assinado exigindo dos senadores a aprovação dele, clique aqui.

Filme italiano discute homofobia na família Resposta

Estréia essa semana nos cinemas brasileiros, o filme ¨O Primeiro Que Disse¨, uma produção italiana dos diretores Ferzan Ozpetek e Ivan Cotroneo. A história aborda a homofobia na família de forma irônica e cômica, e gira em torno de Tommaso Cantone, um jovem que engana os pais, que pensam que o filho está estudando administração e em breve vai voltar e trabalhar na empresa da família, casar e ter filhos.

Na verdade, Tommaso vive com seu namorado em Roma, estuda literatura e sonha em se tornar um grande escritor. Na sua tentativa de resolver sua situação, ele volta à casa da família com planos de contar toda a verdade, esperando a pior reação dos pais.  Para isso, ele confia em seu irmão e pede ajuda, quando no jantar, o irmão dele anuncia para todos que estão na mesa a homossexualidade de Tommaso.

Depois de se sentir culpado por seu pai ter passado mal após a revelação, ele tenta seguir a vida de acordo com que os pais querem e começa a trabalhar na empresa da família. E a história segue com o pai desejando que seu filho case com uma mulher, Tommaso com medo de matar os pais de desgosto e seguindo uma vida que não é a dele.

Confira o trailer:

Fundador de time de futebol gay recebe homenagem da Rainha Elizabeth II Resposta

Como acontece todo fim de ano, a Rainha Elizabeth II vai distribuir várias condecorações para pessoas que se destacaram no ano de 2011. E um dos homenageados é Aslie Pitter, o fundador de um dos primeiros times de futebol da Grã-Bretanha.


Reconhecido por sua luta contra a homofobia, Pitter fundou o time de futebol gay Stonewall em Londres, há 20 anos. Em entrevista para a BBC, ele disse que raramente o time foi alvo de abusos e que foi difícil no início ser um time abertamente gay, e completa:

– Como sou negro e gay, achei que encontraria muita resistência. Em nosso primeiro jogo, dividimos um banheiro com outros sete times e foi muito tenso. Mas realmente nunca foi um problema.

Aslie Pitter gerencia o segundo time do Stonewall FC.

Tailândia proíbe drama gay no cinema Resposta



A Tailândia é um país tolerante com transgêneros. É comum ver travestis e transexuais lindas em novelas, trabalhando em lojas, restaurantes etc. E é de lá que vem uma notícia triste de censura.

O diretor de cinema Tanwarian Sukkhapist teve o seu filme “Insects in the Backyard” (foto acima), que fala sobre o pai de uma travesti censurado pelo governo tailandês.

O conselho que analisou a obra ainda não divulgou as razões do veto, mas já se sabe que diversas cenas foram reprovadas, em especial uma em que há sexo entre dois homens. “O problema do meu filme não é ele falar sobre gays, há várias comédias gays no país (Tailândia). A questão é ele ser uma obra séria, que mostra os problemas reais de uma sociedade que ainda não aceita as diferenças sexuais, alega Sukkapist. Debochar, fazer piada, pode, papo sério não? Tolerante e respeitosa a Tailândia, não?

Barcelona pode levantar monumento aos LGBT em frente à Sagrada Família Resposta

A prefeitura de Barcelona poderá erguer um monumento dedicado à luta de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT), possivelmente em frente à Sagrada Família, basília consagrada pelo papa Bento XVI em novembro. O anuncio foi da prefeitura.

A esplanada da Sagrada Família “é uma das localizações propostas, mas não está decidido”, disse uma fonte da prefeitura à agência de notícias AFP.

A instalação da escultura “é uma antiga reivindicação do grupo” de LGBT da cidade, disse a prefeitura, que acrescentou que será construída em fevereiro.

No dia sete de novembro, Bento XVI consagrou o templo da Sagrada Família, elevando à categoria de basílica a igreja, obra de Antoni Guadí, ainda inacabada.

No mesmo dia, cerca de 200 simpatizantes das causas LGBT protagonizaram um beijo coletivo de protesto na rua, durante a passagem do carro do papa que, por sua vez atacou o casamento gay, permitido na Espanha há cinco anos.

Javier Barden diz estranhar a preocupação das pessoas com relação a sexualidade alheia Resposta

É desse jeito, lindo, que Javier Barden aparece na capa da revista “GQ” russa. Bom, em se tratando de uma edição da Rússia, um país extremamente homofóbico, não me espanta o conteúdo da reportagem.

A revista quer saber como Javier “o modelo de amante latino, que no início dos anos 1990 era o principal símbolo sexual espanhol” pode aceitar em 200 interpretar o gay Reinaldo Arenas, no filma “Antes que Anoiteça”, do diretor Julian Schnabel.

O astro conta que durante a campanha de promoção do filme nos Estados Unidos da América (EUA) perguntaram a ele se não havia hesitado em aceitar o papel de um homossexual. “Embora eu seja grande e forte e, portanto, diferente do Arenas, magro e fraco, respondia que estava mais preocupado com o fato do personagem ter matado mais de meio milhão de vietnamitas”. Javier, com a personalidade forte de sempre, respondeu achar muito estranho em nossa tradição cultural se temer menos a violência do que o sexo. Arrasou na resposta. E que sirva de aprendizado à revista e a inúmeros homofóbicos russos.

O filme de Schnabel valeu a Bardem a primeira indicação dele ao Oscar.

¨Gays são predadores sexuais¨, diz homofóbico nos EUA Resposta

O Comissário da Carolina do Norte, EUA, Bill James, disse que os gays são predadores sexuais, em uma resposta contra os pedidos de agradecimento àqueles que votaram a favor do fim do ¨Não pergunte, Não conte¨, que proibia gays assumidos de servirem no exército americano.

A carta de agradecimento divulgada no início do mês, causou uma ira enorme no homofóbico Bill James, que replicou com a seguintes afirmação:

– Homossexuais são predadores sexuais. Permitir que gays sirvam no exército americano com o apoio do governo, ignora uma série de graves problemas relacionados com a manutenção dos soldados militares do exército americano, que não terão como fazer nada contra o plano democrata atual, que permite que gays dividam o chuveiro com pessoas que se sentem atraídos.

Em 2009, James foi notícia depois que citou a palavra ¨homo¨ quando um colega comentou sobre seu filho que estava morrendo de AIDS. Anos antes ele teria dito que ¨pessoas de cor vivem em um esgoto moral¨. 

Natalie Portman sugere cenas lésbicas para levar os homens aos cinemas Resposta

A atriz Natalie Portman disse, em entrevista à revista “People” que a melhor maneira de fazer homens irem ao cinema é com cenas lésbicas.

“A resposta é uma cena lésbica. Todo mundo quer ver isso”, disse a estrela de “Cisne Negro”. No filme de Darren Aronofsky, Natalie protagoniza uma cena de sexo com a atriz Mila Kunis.

Em minha opinião, a bela e talentosa atriz perdeu a oportunidade de ficar calada. Achei a frase um tanto quanto machista e descabida. Não é necessário ter bons atores, uma história legal? Aliás, vendo por outro lado, será que a atriz acha que os homens todos são idiotas ou que todos só pensam em sexo? Eu, hein!

Líderes religiosos querem impedir casamento gay na Macedônia Resposta

Líderes religiosos da Macedônia estão incitando o governo a impedir a união civil entre pessoas do mesmo sexo, alterando a definição constitucional do casamento. Um comunicado conjunto diz que o casamento deve ser definido ¨como uma união entre um homem e uma mulher¨.


Os protestantes eram principalmente dirigentes das igrejas católicas e ortodoxas da Macedônia, assim como também as comunidades muçulmana e judaica. Os líderes religiosos irão discutir o assunto nesta quinta feira (30) com o presidente macedônico, Gjorge Ivanov.

A homossexualidade é legal na Macedônia, mas não casamentos do mesmo sexo. É comum gays enfrentarem humilhação pública, discriminação no trabalho e assédio da polícia.

A União Européia e grupos de direitos humando criticaram o país este ano por falta de proibição da descriminação baseada na orientação sexual, não havendo uma nova lei de direitos.

Leis do Irã colocam LGBT em riscos de violência e de morte Resposta

Leis discriminatórias e políticas contra minorias sexuais no Irã colocam lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros (LGBT) em risco de violência ou morte. É o que divulga um relatório da Human Rights Wach, organização de Direitos Humanos.

LGBTs são vítimas tanto do Estado, como de cidadãos iranianos, em parte porque estes podem cometer crimes homofóbicos sem nenhuma punição. O relatório intitulado “Somos Uma Geração Enterrada Viva – Discriminação e Violência Contra Minorias Sexuais no Irã”, foi baseado em testemunhos de mais de 100 iranianos. Vários entrevistados alegaram inclusive ter sido estuprados por membros das forças iranianas de segurança.


O Irã é um dos sete países com leis permitindo pena de morte para relacionamento consensual entre indivíduos do mesmo sexo. Os outros são Mauritânia, Nigéria, Arábia Saudita, Somália, Sudão e Iêmen, todos regidos por leis islâmicas.

Rupert Everett diz que, desde que se assumiu gay, não conseguiu mais papel em Hollywood Resposta

Enquanto aqui, reclamam do conservadorismo da TV e clamam por um beijo gay em horário nobre, nos EUA, as críticas são para Hollywood. Em entrevista à “Radio 4”, afiliada da BBC, o ator Rupert Everett falou sobre como tem sido tratado em Hollywood desde que assumiu ser gay, em 2009.


Leia também: Gays na TV

“Hollywood é um mundo muito conservador que se finge de liberal”, afirmou o ator britânico. Hum, qualquer semelhança com o Brasil não é mera coincidência. Talvez por isso, muitos jogadores de futebol e atores não tenham coragem de sair do armário.

Nunca mais consegui trabalho lá (em Hollywood). Fiz alguns filmes, tive sorte no início da carreira e aí, fiquei sem trabalho por tempos e me mudei para a Europa”, diz o ator.

Everett já havia comentado ao diário britânico “The Observer” por quê não saiu do armário antes. “O fato é: não dá, e nunca deu, para ser um ator de 25 anos abertamente gay tentando fazer carreira na indústria do cinema, seja americana, britânica ou até italiana!”

Hollywood tem um histórico de obrigar seus astros a encobrirem a homossexualidade. No auge da Era dos Estúdios (192-1950), especulou-se sobre uma série de atores, entre eles Cary Grant, Marlene Dietrich, Montgomery Clift, Rock Hudson. Entre os assumidos, além de Everett, estão Ellen DeGeneres, Ian McKellen e Stephen Fry.

Elton John não vai revelar se pai biológico do seu filho é ele ou o marido Resposta

O cantor Elton John e seu marido David Furnish fizeram um pacto de jamais revelarem qual dos dois é o pai biológico do filho nascido na semana passada. O bebê, um menino, nasceu com a ajuda de uma barriga de aluguel.

Segundo o periódico “The Sun”. o astro queria ser o pai biológico, mas especialistas em fertilidade podem tê-lo convencido de que Furnish seria um doador melhor por conta da diferença de idade (Elton tem 63 anos e Furnish, 48).

O casal também garante que não irá revelar a identidade da mulher que doou o óvulo nem da mulher que foi contratada como barriga de aluguel. De acordo com o jornal “Daily Mail”, o casal gastou o equivalente a R$ 1,6 milhão em todo o processo.

John e Furnish estão juntos há 17 anos e se casaram em 2005. Em 2009, eles tentaram adotar dois órfão da Ucrânia, mas o pedido de adoção foi negado pelo país

Dicas de Réveillon no Rio, Floripa, Sampa e Salvador Resposta

Surtou e resolveu não viajar? Tá sozinho? Não se desespere. Preparamos algumas opções para quem não faz plano, se enrolou…

Rio de Janeiro

Amanhã (31/12) tem “The Week Réveillon – The Spirit of Star” (a partir de 1h). O melhor clube LGBT da Cidade Maravilhosa se uno ao selo francês “The Spirit os Star”. Tocarão os DJs Gustavo Junior, Chris Cox (EUA), Aurel Devil (França) e Edu Quintas. E tem show de Lorena Simpson. Local: R. Sacadura Cabral, 154 – Saúde. Ingresso a partir de R$ 120 (antecipados).

Florianópolis

E.Joy de Réveillon no LIC. Tocarão os DJs Rodolfo Bravat, Felipe Lira, Alê Bittencourt e Marco Silva. Local: Lagoa Iate Clube – R. Hipólito V. Pereira, 620 – Lagoa da Conceição. Ingreço a partir de R$ 50.

São Paulo

O clube Tunnel recebe, a partir das 23h os DJs que bombaram durante o ano: Paulo Pringles, Jura, Gustavo Vianna e Alexx Berrios. No sbsolo tem flashback, por conta de Ginger Hot e Edu Pietro. Shows de Nany People e Thalia Bombinhas, além de suas convidadas. Local: R. dos Ingleses, 355 – Bela Vista. Ingressos a partir de R$ 25.

Salvador

A “White Party” é fruto da união do Off Club Salvador e a Mc’s Produções. O DJ e gato Ferrucio Alisson (CE) é o grande nome da noite. A noite ainda conta com show de Andrezza Lamarck. Local: Boate Off Club – R. Dias D’Ávila, 33 – Barra Salvador. Ingressos: a partir de R$20 ou no http://www.cenasalvador.com.br

Vocalista dos Scissor Sisters fala contra o bullying homofóbico Resposta


Jake Shears, o principal vocalista da banda Sicssor Sister e gay assumido, em entrevista ao site “ContactMusic”, manifestou sua indignação contra o bullying homofóbico e mostrou o seu orgulho em ser um exemplo para adolescentes gays.

“Eu tenho orgulho de ser assim. Eu sei como é ser adolescente e como é para sair do armário, as dificuldades de tudo. E como se sente ao estar na escola e ser intimidado”.



Jake também se referiu a tragédia dos suicídios de adolescentes gays e reforçou que lhe parece que os adolescentes não têm consciência que as suas vidas realmente vão ficar melhores no futuro. “No momento em que termina o ensino médio a sua vida fica melhor”, garante o cantor.

“Eu sou o objetivo para gays novos, se eu posso ser alguém que os adolescentes gays podem olhar como feliz e que construiu uma boa vida para si mesmo, então isso é ótimo”, vangloria-se Shears. O cantor ainda reforçou que isso foi possível porque foi educado por pessoas que o respeitaram enquanto ele crescia.

O líder da banda Scissor Sister aconelhou jovens gays: “O meu conselho é que se deve manter fiel a quem você é. Há sacrifício que se têm de fazer, existem cruzes que terão que carregar. Todos somos sempre retratados de uma maneira, Esse é o preço que vai pagar (qualquer um).” Mas, o astro diz que “é um preço que vale a pena. É uma responsabilidade.”

No início do ano, Jake Shears esteve envolvido em uma campanha diferente para o novo álbum da banda, incluindo um perfil em um site de jovens acompanhantes gays. Ousado o moço, não?

Rapaz é condenado a cinco anos de prisão e 500 chibatadas por ter relação homossexual na Arábia Saudita Resposta

Um rapaz de 27 anos, segundo blog “MegaGay”, foi condenado a cinco anos de prisão e a 500 chibatadas por ter feito sexo com outro homem na Arábia Saudita.

Ele também foi declarado de ter postado na internet e em telefones celulares fotos suas vestindo roupas íntimas femininas. Além da pena absurda, ele foi obrigado a pagar multa equivalente a R$ 20 mil.

Na Arábia Saudita, a pena para a pratica da homossexualidade pode chegar até a pena de morte.

Ministério da Saúde promove concurso de crônicas de travestis que vivem com HIV/Aids Resposta

O Ministério da Saúde está promovendo um concurso que premiará as melhores histórias contadas por travestis que vivem ou convivem com HIV/Aids.

O “Vidas em Crônica” terá duas categorias: uma para quem vive e outra para quem convive com o HIV/Aids. As 10 histórias finalistas serão adaptadas por um escritos e publicadas em uma revista especializada. Os três primeiros colocados de cada grupo ganharão um notebook. Os outros seis melhores trabalhos receberão menção honrosa e serão convidados para a cerimônia de entrega do prêmio.

Cada relato deve ter, no máximo, três mil caracteres. No ato da divulgação dos textos, será preservado o sigilo dos autores, desde que solicitado. Entre os critérios de seleção, serão avaliados a adequação ao tema, o respeito aos Direitos Humanos e a criatividade. A data provável de divulgação do resultado será dia 29 de janeiro de 2011.

Para saber mais sobre o projeto Vidas em Crônicas e contar a sua história, acesse http://sistemas.aids.gov.br/blogvidas/

Policiais que espancaram travesti em Parada Gay são presos Resposta

No dia 16 de agosto de 2009, na Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) de Penedo, em Alagoas (AL), policiais do 11º Batalhão da Polícia Militar (BPM) espancaram e prenderam José Roberto da Silva, travesti. Após a prisão a vítima foi conduzida para um hospital público em Araparica (AL), onde permaneceu internada com graves escoriações e hematomas, sem o acompanhamento de familiares ou quaisquer representantes de direitos humanos que estavam na Parada e acompanharam o caso pela TV Gazeta, que gravou tudo.

O Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas (PMAL), resolveu punir os três agressores: sargento Genildo Alves, Sargento Janiel Amâncio e soldado Ricardo da Silva, com 30 dias de prisão para os sargentos e 20 dias para o soldado, por terem utilizado de violência “desnecessária na condução do preso, ao içá-los pelos cabelos, em decúbito dorsal, arrastando-o e jogando-o ao chão de forma desumana, sendo o fato filmado e divulgado nos principais meios de comunicação, comprometendo assim o prestígio e a imagem da corporação”.

Confira detalhes da nova turnê de Ricky Martin Resposta


O cantor porto-riquenho e gay assumido, Ricky Martin, garantiu que sua turnê mundial de 2011 terá “mais música na alma, mais sensualidade e malícia” em comparação com as anteriores. A série de show “Music+Soul+Sex+World Tour 2011” começará dia 25 de março no Coliseu de Porto Rico José M. Agrelot de San Juan.

Como a procura por ingressos foi enorme, os organizadores já anunciaram uma segunda apresentação e não descartam uma terceira.

O título da turnê é o mesmo do novo disco que o artista lançará em 2011.

As presenças dos filhos de Ricky, Valentino e Matteo e do namorado misterioso do rapaz são aguardadas. Será que ele virá ao Brasil?