Câmara da França rejeita casamento gay Resposta

Como esperado pela oposição, deputados franceses vetaram a proposta de legalização do casamento entre homossexuais. O Partido Socialista, no entanto, afirmou que a união gay será uma das principais reformas da legenda se esta ganhar as eleições presidenciais no ano que vem. Membros da Assembleia Nacional, o equivalente à Câmara no Brasil, rejeitaram a medida por 293 votos contra 222.
 
 
O partido conservador de Nicolas Sarkozy, o UMP, liderou a campanha pelo “não”, enquanto socialistas e outros partidos de esquerda apoiaram a criação da lei.

O movimento pró-casamento gay alega que a França precisa estar alinhada com outros países europeus, como Espanha, Portugal e Holanda, onde o casamento homossexual já é legalizado.

 

No início do ano, o tribunal mais alto da França determinou que leis que proíbem as relações entre pessoas do mesmo sexo não violam a Constituição.

 

Apesar da rejeição entre os políticos, uma pesquisa do Canal Plus TV, realizada em janeiro, mostrou que 58% da população francesa acredita que homossexuais devem ter o direito de se casar e 35% são contra.

 

Casamento gay é reconhecido em nove países
 
O casamento entre pessoas do mesmo sexo é reconhecido, em nível nacional, em África do Sul, Argentina, Canadá, Espanha, Islândia, Holanda, Noruega, Portugal e Suécia.
 
Nos Estados Unidos, o casamento gay só pode ser legalizado em nível estadual. Os estados que reconhecem são: Massachusetts, Connecticut, Iowa, Vermont e New Hampshire.
 
No México, o casamento gay é legalizado apenas na capital.
 
União estável homoafetiva
 
Com direitos similares aos contemplados em um casamento civil, os seguintes países reconhecem a união estável homoafetiva: Andorra, Alemanha, Áustria, Brasil, Colômbia, Dinamarca, Equador, Eslovênia, Finlândia, França, Hungria, Irlanda, Luxemburgo, Nova Zelândia, Reino Unido, República Tcheca, Suíça, Tasmânia e Uruguai.
 
Alguns estados e cidades de Venezuela, Estados Unidos, México e Austrália também reconhecem esses mesmos direitos.
 
Reconhecimento ao casamento gay em debate
 
O casamento gay está em debate em vários países, inclusive em alguns que já reconhecem a união estável homoafetiva. São eles: Albânia, Bulgária, Camboja, Chile, Costa Rica, Chipre, Cuba, Estônia, Grécia, Itália, Japão, Liechtenstein, Malta, Nepal, Paraguai, Peru, Polônia, Romênia e Venezuela. Onze estados estadunidenses debatem a situação.
 
*Com informações do “Globo”

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s