Facebook exclui foto de beijo gay Resposta

O Facebook decidiu remover uma fotografia de dois homens se beijando e o ato virou polêmica. 
A foto é do grupo de arte gay espanhol “Visible Culture LGBT”, cuja intenção era difundir um documentário que visa a criação de um Museu de Cultura Gay na Espanha. 

“Para eles, um beijo entre dois homens é uma questão delicada”, disse o organizador do projeto, Pablo Peinado, ao El País sobre a atitude. Ele acredita que a imagem deve ser considerada ofensiva para o Facebook.
A rede social deixa claro em suas regras que as imagens publicadas “não devem fazer referência a temas políticos, sexuais ou outras questões delicadas” e em email enviado à organização, alega que a fotografia do beijo gay foi eliminada por “violar as normas de publicidade do Facebook” . No entanto, afirmou depois que a exclusão pode ter acontecido devido a erros técnicos e pretende investigar o caso. 
*Com informações do site Virgula.

Documentário sobre bullying finalmente vai estrear sem classificação etária Resposta

Depois de muita polêmica em torno do novo documentário ¨Bully¨ (entenda o que aconteceu clicando aqui), finalmente o filme vai ser lançado sem classificação etária, o que faz o diretor Lee Hirsch acreditar que as crianças irão querer ver o filme, e cabe aos cinemas decidir se deixam elas entrarem ou não. 

O documentário mostra os ataques incessantes de assédio moral no sistema escolar americano e vai ser lançado na próxima sexta-feira em Los Angeles e Nova York, sem nenhuma classificação. A decisão na verdade de permitir a entrada de crianças vai caber aos donos dos cinemas. Isso porque decidiram retirar a classificação do filme que antes só poderia ser visto por maiores de 17 anos. 
A jovem lésbica, Katy Butler, responsável por arrecadar cerca de meio milhão de assinaturas pedindo a reclassificação do filme, comemora a decisão: 
– Eu estou feliz que ¨Bully¨ irá manter a sua autenticidade e será um retrato fiel do que milhares de jovens sentem todos os dias. 
Sobre a decisão de não ter editado a linguagem utilizada pelos adolescentes no filme, o diretor explica: 
– A pequena quantidade de linguagem no filme, que é responsável pela classificação para maiores de 17 anos, está lá porque é real. É o que as crianças que são vítimas de bullying encaram todos os dias. Todos os que nos apóiam vêem isso e estamos gratos pelo apoio que temos recebido. Eu sei que as crianças vão vir então vai depender dos cinemas deixarem ou não elas entrarem.

Deputado do Nepal pede ao Facebook que inclua opção de ¨terceiro gênero¨ na rede social Resposta

Sunil Babu Pant – Primeiro político abertamente
 homossexual do Nepal
Um deputado e ativista dos direitos dos homossexuais no Nepal pediu Facebook para incluir uma terceira opção para pessoas que não se identificam como homem ou mulher.

Suni Babu Pant disse que escreveu para os fundadores do Facebook, Mark Zuckerberg e Chris Hughes, pedindo uma opção como ¨terceiro gênero¨ ou ¨outros¨ quando alguém se inscrever na rede social, porque segundo ele, as pessoas que não se identificam como homens ou mulheres continuam a ser marginalizadas por conta essas opções do Facebook.
Pant afirmou que não recebeu qualquer resposta do Facebook, mas continua esperançoso.
Pant é o único membro do parlamento abertamente gay no Nepal e tem feito campanha pelos direitos dos gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros no país do Himalaia.