Casal de adolescentes lésbicas leva tiros em possível ataque homofóbico nos EUA 1

Casal de lésbicas


Uma adolescente morreu e outra ficou ferida a tiros no estado estadunidense do Texas, e a polícia investiga se o crime foi motivado pelo fato de as duas serem um casal.

Mary Christine Chapa (18)  e Mollie Judith Olgin (19) foram encontradas na manhã neste domingo (24) em um parque de Portland, cidade de 16 mil habitantes com tiros na cabeça. Mollie estava morta e Mary foi levada ao hospital, e está internada, mas segue estável. Ela ainda não deu depoimento por estar sob cuidados médicos.

A polícia acredita que elas foram atacadas na noite de sexta-feira (22) e trabalham com a possibilidade de o crime ser motivado por homofobia.



Homofóbico atira em homossexual durante Parada Gay em Fortaleza Resposta

Perna baleada por homofóbico

A semana em que comemoramos o dia da Consciência Homossexual (28 de junho, entenda lendo aqui) está sangrenta e violenta. Foram dois atentados homofóbicos: um em Fortaleza e outro na Bahia, onde um homem foi assassinado, após ele e o irmão serem confundidos com um casal gay (leia aqui).

A Polícia Civil vai iniciar amanhã (27) a denúncia de um tiro contra um homossexual durante a Parada Gay de Fortaleza, realizada no domingo (24). Segundo a polícia, o homem baleado e os amigos que testemunharam o tiro vão depor na quarta, o que dará início às investigações. O jovem foi baleado na perna após receber xingamentos homofóbicos.
“Passou um carro, com uns caras dentro e começaram a xingar meus amigos. Meu amigo respondeu, ficaram discutindo, meu amigo tacou a mão no revólver e sai andando. Aí o cara pega, na hora que o sinal abre, e atira na minha perna”, detalha.
De acordo com a titular da Coordenadoria da Diversidade Sexual da prefeitura de Fortaleza, Luana Marley, esse tipo de crime é recorrente durante a Parada Gay na capital cearense. “A coordenadoria já tomou conhecimento de outros casos que ocorrerem em 2006, 2007, 2008 e isso demonstra mais ainda o quanto a gente vai ter que trabalhar para combater a homofobia”, diz.
O amigo que testemunhou o crime diz ter “certeza” que o crime tem motivação homofóbica: “quem vai a um evento como a Parada Gay armado, sabendo o que vai encontrar, certamente vai cometer um crime homofóbico. Antes de disparar ele fez vários xingamentos homofóbicos”, diz.
O amigo do homem baleado diz ainda que o crime ocorreu próximo a um restaurante que possui sistema de câmeras que podem ter filmado o tiro e sugere a polícia que faça uso das imagens para tentar identificar o suspeito. A Polícia Civil não confirmou até a tarde de terça-feira se vai requisitar ou não as imagens do restaurante.
A XIII Parada Gay de Fortaleza foi realizada neste domingo na Avenida Beira-Mar, um dos principais cartões postais da capital cearense, e reuniu cerca de um milhão de pessoas de acordo com a Polícia Militar (PM). O evento teve como tema neste ano “Homofobia tem cura: criminalização e educação”, e pedia que a homofobia fosse considerada crime.


Reportagem: G1 e TV Verdes Mares

ABGLT vai ao STF para criminalizar a homofobia 1


Aproveitando a maré favorável aos LGBTs na Justiça, a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) acaba de levar ao Supremo Tribunal Federal (STF) sua principal demanda: a criminalização da homofobia.
A criação desse crime, em tese, deve ser feita pelo Congresso, que por resistência da bancada religiosa cristã (católicos e evangélicos fundamentalistas) até hoje não conseguiu decidir sobre um projeto que tramita desde 2001. Enquanto isso, a Justiça concedeu o direito à adoção, à união estável.
“Estamos depositando a esperança no Supremo, porque no Congresso está difícil”, argumenta Toni Reis, presidente da ABGLT.
No mês passado, e sem alarde, a entidade apresentou um mandado de injunção, usado para pedir que o tribunal declare a omissão do Legislativo em aprovar uma questão.
Para a ABGLT, ao dizer que o Estado deve punir a “discriminação atentatória dos direitos e liberdades fundamentais”, a Constituição determina que a discriminação e a violência contra gays sejam criminalizadas.
Esse é o primeiro pedido da ação: que o STF reconheça que o Congresso tem o dever constitucional de aprovar lei nesse sentido, explica Paulo Iotti, advogado da ABGLT.
A associação também pede que o tribunal fixe um prazo razoável para isso e sugere que seja punida como o racismo a discriminação baseada em orientação sexual ou identidade de gênero – o que incluiria a “heterofobia”.
  
O terceiro pedido solicita que, caso o Congresso ignore a decisão, o próprio Supremo entenda a homofobia como uma forma de racismo, aplicando a lei que já existe. 


Iotti antevê questionamentos nesse ponto devido ao princípio segundo o qual “não há crime sem lei anterior que o defina”, o que demandaria, necessariamente, o aval do Congresso.

O advogado acredita, porém, que o Supremo possa se inspirar em decisão que adaptou artigos da Lei de Greve dos funcionários privados para aplicação à greve de servidores públicos, em 2007.

O último pedido da ação é que, enquanto a homofobia não for criminalizada, o Supremo determine a responsabilidade do Estado no cenário atual e o dever de indenizar as vítimas.

*Com informações de Nádia Guerlenda, da Folha de São Paulo.

Gêmeos confundidos com casal gay sofrem agressão homofóbica e um morre na Bahia 5



Triste notícia que o blog tem que dar na semana em que será comemorado o Dia da Consciência Gay.
Um jovem morreu e seu irmão gêmeo ficou gravemente ferido na madrugada deste domingo (24) após sofrerem um atentado na cidade de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador (BA).
Segundo informações da Central de Polícia e do posto policial do Hospital Geral de Camaçari (HGC), José Leonardo da Silva e José Leandro da Silva, ambos de 22 anos, estavam na festa de São João da cidade quando foram abordados por um grupo de homens, ainda não identificados, por volta das 4h30.
As vítimas foram espancadas e segundo informações da polícia o motivo da agressão foi a suspeita dos irmãos serem um casal gay. Eles foram socorridos por uma viatura da Polícia Militar (PM) para o HGC, mas Leonardo não resistiu aos ferimentos e morreu durante o atendimento na unidade hospitalar.

Leandro continua internado. Seu estado de saúde é desconhecido. Ainda segundo o posto policial, os acusados foram presos e se encontram na carceragem da 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari), que investiga o caso.


Concurso Miss Mix do Arraial de Todos os Santos acontece hoje em Belém, PA Resposta


A partir da meia-noite deste sábado (23), acontece o já tradicional Concurso da Miss Mix do Arraial de Todos os Santos, em Belém (PA). O evento promovido pela Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves elege a melhor miss caipira gay. As apresentações das 25 candidatas deste ano, que representam quadrilhas de várias cidades do estado, se estendem até o amanhecer do domingo (24). 

Além do Concurso de Miss Mix, a programação do final de semana do Arraial de Todos os Santos terá apresentações de boi-bumbás, cordões de pássaros, cordões de bichos, grupos musicais, além do tradicional concurso de Quadrilhas. De sexta (22) até domingo (24) são mais de 12 apresentações de grupos folclóricos e pelo menos quatro shows com música regional e tradicional de são joão. As apresentações seguem até o dia 1º de julho.

No espaço também é possível visitar a exposição em homenagem aos 35 anos da Galeria Theodoro Braga, que mostra um pouco do acervo  da Fundação Tancredo Neves e do Museu da Imagem e do Som (MIS). O horário de visitação é das 9h30 às 19h30 (de segunda a sexta-feira) e das 17h às 21h (sábados e domingos).

Serviço

O Concurso de Miss Mix inicia a partir de meia-noite, de sábado para domingo, na Arena do Povo (andar térreo do Centur). Mais informações: 3202 – 4371 




Lady Gaga diz: "Seria feliz se pudesse fazer o mundo inteiro gay" Resposta

Lady Gaga
A cantora Lady Gaga declarou, em entrevista à edição de julho da revista Maximaustraliana, que adoraria fazer o mundo inteiro gay. Ao ser questionada sobre a própria sexualidade, a artista tentou desconversar, mas afirmou que é possível se interessar por homens ou mulheres.


Leia também: Evangélica, cantora Katy Perry diz que, no futuro, religiosos sentirão vergonha de discriminarem LGBTs



“Depende do cara ou a menina. Mas não estou discutindo minha vida sexual com você. Vou dizer que eu seria uma garota feliz se pudesse fazer o mundo inteiro gay”, limitou-se ela, que é a favor das causas LGBT.

Na entrevista, Gaga comentou também sobre o fenômeno Britney Spears nos anos 90. “Eu tinha 13 anos quando Britney se tornou uma estrela. Meus amigos e eu costumávamos ir para o TRL [programa de TV da MTV americana] uma vez por semana apenas para ficar do lado de fora. Mas, mesmo assim, eu não era uma super fã. Ficava espantava com o nível de super fãs que Britney havia criado e gostava dessa parte”, disse.

Interação ajuda soropositivo a enfrentar doença, diz estudo Resposta

Dário Shezzi

O trabalho e a rede social ajudam o soropositivo a enfrentar a doença. Além disso, experiências anteriores ao diagnóstico da aids também têm função importante no processo de enfrentamento. É o que mostra um estudo da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da Universidade de São Paulo (USP), do psicólogo social Dário Schezzi. O trabalho analisou, por meio de 10 entrevistas, quais fenômenos melhoram o processo de luta contra a aids e ajudam a viver melhor com ela.
De acordo com Agência USP Notícias, a pesquisa observou que o enfrentamento da doença não é tão influenciado por questões posteriores à descoberta do vírus, mas por experiências e compromissos anteriores, como vínculos afetivos e projetos em andamento, que motivam os soropositivos e influenciam na imagem que formam si mesmos.
Segundo Schezzi, a identidade é uma questão importante, pois a aids é uma doença com um estigma de alto impacto e com capacidade de transformar a autoimagem da pessoa, “e as vivências coletivas influenciam muito na construção de uma nova autoimagem de cada um. O trabalho influencia na questão da identidade, até por causa de sua própria estrutura e de suas redes, principalmente as afetivas”, diz.

Fonte: Agência Estado

Pesquisadores italianos criam novo coquetel contra aids Resposta

Andrea Savarino

Uma equipe de pesquisadores italianos do Instituto Superior de Saúde (ISS) concluiu um tratamento novo baseado em um coquetel de drogas que “educa” o sistema imunológico a controlar o vírus da aids na ausência de uma terapia farmacológica.
Testes em macacos deram resultados excelentes e o início das experimentações em seres humanos só depende de financiamentos.
O alcance do estudo italiano, publicado no dia 21, é notável: na prática, abre a possibilidade para que os portadores do vírus HIV interrompam definitivamente o tratamento farmacológico.
Liderados por Andrea Savarino, os cientistas desenvolveram um coquetel específico de medicamentos que, administrados por um período limitado de tempo, foi capaz de induzir o organismo animal ao autocontrole da infecção.
“Nós administramos o coquetel nos macacos durante seis meses antes de suspender o tratamento. Há nove meses, os primatas, que já não recebem remédios, estão sob observação e respondendo bem. É um dado positivo, posto que meses de vida em macacos correspondem a muitos anos em humanos”, observou Savarino.

Fonte: ANSA

Novo teste torna mais segura detecção de doença em doação de sangue Resposta


Todo o sangue coletado no país terá de ser submetido a um teste mais eficaz na detecção dos vírus da Aids e da hepatite C a partir deste ano. O Ministério da Saúde informou na última segunda-feira (18) que a portaria que tornará o procedimento obrigatório será publicada em novembro. A tecnologia NAT será empregada tanto no sistema público de saúde quanto na rede privada.


Atualmente,apenas 25% das mais de 3,5 milhões de bolsas de sangue coletadas anualmente no país passam pelo Teste de Ácido Nucleico (NAT, na sigla em inglês), que consegue detectar os vírus mesmo que o doador tenha sido contaminado há poucos dias. Atualmente, o teste mais usado se chama Elisa. Hoje, 75% do sangue é coletado no serviço público e os 25% restantes vêm da rede particular.

O período de tempo em que os vírus, embora presentes no sangue, não são detectados pelos testes é chamado de janela imunológica. Essa é uma das causas principais de um resultado falso negativo, por exemplo. No caso da Aids, a janela imunológica atual, de 22 dias com o Elisa, cairá para 7 dias. Para as hepatites, esse tempo passará de 70 dias para 11 dias.

Dados do Ministério da Saúde indicam que, a cada 150 mil transfusões de sangue feitas no Brasil, uma resulta na contaminação do receptor por HIV ou pelo vírus da hepatite C. Por isso, a testagem para esses dois vírus será priorizada. “Mas, até o final do ano que vem, incluiremos na portaria o teste NAT para hepatite B e dengue ou doença de Chagas”, disse o coordenador da Política Nacional de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Guilherme Genovez.

Centralização
A testagem do sangue por meio do NAT será feita no Brasil de forma centralizada, em 14 centros nacionais. No Estado de São Paulo serão três polos: o Centro de Hematologia e Hemoterapia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o Hemocentro de Ribeirão Preto, ambos no interior, além da Fundação Pró-Sangue, na capital.

Um teste NAT, norte-americano, custa cerca de R$ 140 por bolsa de sangue. No Brasil, porém, será usada uma versão nacional da tecnologia. “Conseguimos chegar a um custo 30% inferior ao praticado pela iniciativa privada”, disse Genovez.
O produto nacional é fruto de uma parceria entre a Empresa Brasileira de
Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos), o Instituto Carlos Chagas, o Instituto de Tecnologia do Paraná e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná.

Será que, finalmente, a partir daí, o Ministério da Saúde vai permitir que gays doem sangue?

Pesquisa revela que Android é marca favorita do público LGBT Resposta

De acordo com um relatório da empresa YouGov, o sistema operacional Android é a marca favorita entre o público LGBT.

A companhia entrevistou 5 mil consumidores por dia durante 12 semanas – um total de 400 mil pessoas – e constatou que, entre os que se identificaram como gay, lésbica ou transgênero (cerca de 5,25% de todos os questionados), a plataforma para aparelhos móveis do Google se mostrou como a marca preferida desse público.

O mais curioso é que no mesmo estudo, realizado em 2011, o Android sequer contava na lista, quando o YouTube ocupava a primeira posição do ranking. Na lista atual, o iPhone aparece em segundo lugar, seguido do iPad, em terceiro, e da Disneylândia, em quarto. A Samsung figura a sétima posição.





Modelo travesti, Viviany Beleboni é a 2ª finalista do concurso de Valesca Popozuda Resposta

A modelo travesti Viviany Beleboni, que recentemente estrelou um ensaio inspirado no filme Cisne Negro, resolveu entrar de cabeça no funk carioca. Ela é uma das 10 finalistas do concurso que vai escolher a primeira dançarina trans do Gaiola das Popozudas, da funkeira Valesca Popozuda. 


Em entrevista exclusiva ao Virgula Famosos, Viviany declarou que está feliz por ter sido selecionada entre 3 mil candidatas e informa que irá se encontrar com Valesca na próxima semana. “Fiquei surpresa e muito feliz com essa oportunidade. Fico feliz por eles terem me escolhido em meio a tantas candidatas bonitas”, declarou.
De acordo com Viviany, a carreira de modelo pode mudar completamente nos próximos meses e ela está disposta a encarar o desafio. “Nunca imaginei que pudesse me tornar funkeira, mas gosto de funk, do estilo e considero as letras bem divertidas. Não sei se vou me tornar a dançarina do Gaiolas, mas já me sinto uma vitoriosa”, disse.
Para divulgar a escolha, a nova funkeira gravou um vídeo [veja abaixo] com o sucesso Quero te dar, de Valesca, e publicou na rede. 
Programa Astros
Além do concurso de Valesca, a travesti também poderá ser vista em uma participação especial no show de talentos Astros, do SBT. “Fui convidada para apresentar um número musical no Astros, que terá dublagem, dança e até uma cobra de verdade”.
Segundo ela, apesar de não ter ganhado a disputa, sua apresentação foi muito elogiada. “Como eu disse, fui convidada pela produção para participar e aceitei para quebrar preconceitos. Gostei do programa e fui bastante elogiada pelos jurados”, garante. 
O programa Astrosvai ao ar no dia 2 de julho. 


Após divórcio, Johnny Depp está saindo com atriz bissexual Resposta

Johnny Depp e Amber Heard em cena de “Diário de um Jornalista Bêbado”

Menos de uma semana após anunciar publicamente o divórcio, Johnny Depp, 49, parece já ter arrumado outra companhia.
  
Segundo o jornal “Daily Mail”, o ator estaria se encontrando com Amber Heard, 26, atriz assumidamente, bissexual que contracenou com Depp em “Diário de um Jornalista Bêbado”.
Amber estaria visitando com frequência o set de filmagem do atual filme de Depp, no Novo México.
O ator já teria até dado um cavalo de presente para ela, para que os dois saíssem juntos para cavalgar.

Muita gente ainda questiona se a bissexualidade existe. Existe e é possível conviver bem com ela!

Evangélica, cantora Katy Perry diz que, no futuro, religiosos sentirão vergonha de discriminarem LGBTs Resposta


Katy Perry estampa a capa da edição de agosto da revista L’Uomo Vogue com looks da marca Dolce & Gabanna inspirados nas touradas espanholas. Além do editorial de moda, a cantora deu um sincera entrevista em que fala sobre fama, sua infância e como o rompimento de seu casamento com o comediante Russell Brand pode influenciar em seu novo trabalho. 
“Será um álbum muito mais sombrio. A dor que senti foi devastadora e isso vai ter grande influência em meu próximo trabalho. É inevitável depois de tudo que eu passei. Caso eu tivesse o poder de voltar no tempo, eu apagaria tudo. Mas como não posso, tenho que encarar isso de frente”, contou. 
Sobre sua criação extremamente religiosa, Katty afirmou que ainda é a mesma menina que cresceu dentro de uma moral cristã. “Eu ainda sou a mesma, porém não consigo mais ver a vida sobre aquela ótica que fui criada. A minha moral é a mesma e nunca será corrompida.”
Ao ser questionada sobre sua posição em relação ao casamento gay, a cantora foi enfática: “eu acredito na igualdade”. “Cresci em um meio repleto de julgamentos e preconceitos, mas é exatamente o contrário das minhas ideias. Um dia vamos olhar para trás e ter muita vergonha desse momento. Da mesma forma que relembramos o passado e temos vergonha do que foi feito com os negros.”
Atualmente, Katy está trabalhando na divulgação de seu primeiro filme. Intitulado Part Of Me-3D o longa-metragem, que promete mesclar um documentário sobre sua vida pessoal e bastidores de sua última turnê, chega aos cinemas brasileiros em agosto. 

Dançarino de "Glee" diz que namorado de Jennifer Lopez é gay e aproveitador Resposta


Apesar de Jennifer Lopez viver dias felizes de romance com o namorado, o dançarino, Casper Smart, muita gente está tentando acabar com o namoro dos dois. A mais nova fofoca veio do dançarino da série Glee, Joshua Lee Ayers, que afirmou que Casper é na verdade homossexual e aproveitador.
Durante esta semana, Joshua escreveu em seu perfil no Twitter que o namorado da estrela pop é “gay e só está com J.Lo por fama”. Ele ainda fez questão de compartilhar algumas imagens de brincadeiras do dançarino, em que ele estava com sunga uma dourada.
As declarações geraram burburinho entre os fãs e chegaram até os ouvidos do representante do casal, que garantiu que as informações são pra lá de mentirosas. “Casper não é gay. Esses comentários são de pessoas invejosas e com raiva”, declarou.
Jennifer e Casper estão juntos há 7 meses.

Reportagem: Neto Lucon, do Vírgula

Concurso decide na terça o título de Miss São Paulo Gay 2012 Resposta


Dezenas de transformistas, travestis e transex de várias cidades do interior e da capital paulista vão disputar na próxima terça-feira (26) o título de Miss São Paulo Gay 2012, concurso que vai eleger o transformista mais belo do Estado.
A disputa terá 23 candidatos, e o vencedor levará para casa R$ 13 mil em prêmios.
“Os candidatos tem que ter nascido no Estado e não podem ter cirurgia plástica como implantes de silicone, por exemplo”, explica Luiz Santos, que organiza concursos de beleza há 18 anos.
Cidades como Americana, Campinas, Jundiaí, Jandira, Santo André, Pirassununga, Sumaré, Santos, Guarulhos, Hortolândia, entre outras, estarão representadas no concurso.
O evento encerra o mês do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) na capital paulista, e tem o slogan “Diga não a homofobia. A beleza supera o preconceito”.
A madrinha do concurso é a apresentadora Regina Volpato, da RedeTV!, e o padrinho será o empresário Sérgio Luiz. A apresentação fica por conta da drag queen Silvetty Montilla e da jornalista Nadja Haddad, da TV Bandeirantes.
No júri, já foram confirmados os nomes de Cinthia Santos, a índia Poetira da “Escolinha do Gugu”, Rodrigo Xuxa, famoso cover da Rainha dos Baixinhos, e Luisa Marilac, travesti que ganhou fama na internet com um vídeo feito em uma piscina na Espanha.
SERVIÇO
Miss São Paulo Gay 2012

Dia: 22 de junho

Horário: 22h

Local: Club Holms (av. Paulista, 735)

Teatro Municipal de Bauru, SP, terá comédia com duas ‘transexuais’ Resposta


O Teatro Municipal de Bauru(SP) terá a apresentação da peça “Uma Pensão Muito Louca”, nesta sexta-feira (22), às 20h30. O espetáculo é cheio de cores, música e dança. A história se passa em uma pensão que durante a noite se transforma em boate. O destaque da peça fica por conta das duas transexuais Tulipa e Bromélia, que animam as noites e ainda tentam combater as irregularidades que acontecem na pensão.
Além disso, debate de maneira divertida assuntos como o tráfico de drogas, prostituição e exploração infantil. A entrada custa R$ 5 e a classificação é 10 anos. Mais informações pelos telefones (14) 8118-0313 e 9667-7518.

Estudante que usou webcam para espiar colega de quarto gay é solto Resposta

Ravi
Tyler

Um ex-aluno da Universidade de Rutgers, em Nova Jersey, Estados Unidos, foi solto nesta terça-feira (19) após passar 20 dias na cadeia por ter utilizado uma webcam para espionar seu colega de quarto. Dharun Ravi, de 20 anos, assistiu pela webcam a seu colega Tyler Clementi beijar outro homem, e depois divulgou o fato através do Twitter, SMS e via programas de mensagens instantâneas. Alguns dias mais tarde, Clementi cometeu suicídio.

Em sua defesa, Ravi alegou que instalou a webcam para evitar que o visitante de Clementi roubasse seu iPad. Condenado a 30 dias de prisão, ele teve sua pena reduzida por bom comportamento e por ter trabalhado durante o tempo em que esteve na cadeia. Agora, terá que cumprir três anos de liberdade condicional e prestar 300 horas de serviço comunitário, além de pagar US$ 11 mil em multas (cerca de R$ 22.500).

A acusação solicita uma punição mais severa para Ravi, um cidadão indiano que está legalmente nos Estados Unidos e não corre risco de ser deportado, segundo as autoridades de imigração. A lei americana prevê penas de até dez anos de detenção para casos como esse.

O caso provocou debates entre a comunidade LGBT por todo o país. Algumas pessoas argumentam que a pena imposta foi muito leve, enquanto outras alertam que atrair a atenção da opinião pública para uma condenação mais rígida é uma forma de tirar o foco de uma discussão mais ampla, sobre o impacto emocional e psicológico sofrido pelos gays que não recebem apoio de seus entes queridos.




John Travolta é processado por homem que alega encontros gays Resposta

John Travolta
Um homem de Los Angeles que escreveu um livro sobre seu suposto relacionamento homoafetivo com John Travolta entrou com um processo por difamação contra o ator e seu advogado. Robert Randolph alegou que Travolta e seu advogado Martin Singer espalharam declarações falsas sobre sua saúde mental em 2010, em uma tentativa de dissuadir o público de comprar o livro.

O advogado de Randolph está buscando danos não especificados na ação legal registrada na Corte Superior de Los Angeles.
Singer chamou o processo de Randolph de “absurdo”, dizendo que era baseado em uma carta privada ao editor de um blog de fofocas e era “completamente privilegiado pela lei”. “Nós pretendemos processar os advogados por acusação maliciosa após a corte ter prontamente dispensado este processo sem fundamento”, disse o representante legal de Travolta em um comunicado.
O livro de Randolph, “You’ll Never Spa in This Town Again”, foi finalmente publicado em fevereiro de 2012, três meses antes de dois massagistas não identificados entrarem com processos por assédio sexual contra Travolta, a estrela de “Grease” e “Embalos de Um Sábado à Noite”.
O porta-voz do ator chamou as acusações de “completas ficções” e ambos os acusadores abandonaram rapidamente as ações legais em maio, após dúvidas serem lançadas sobre os detalhes dos supostos encontros. Travolta é casado com a atriz Kelly Preston desde 1991.

*Com informações da Reuters

Após críticas, Presidência adianta 2° Plano Nacional contra Homofobia Resposta


Tantas críticas por parte de LGBTs à presidenta da República, Dilma Rousseff, podem estar gerando efeitos. A Secretaria Especial de Direitos Humanos, em vez de demorar um ano para finalizar o 2° Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos LGBT e entregá-lo em dezembro, pode demorar “apenas” oito meses para fazer a versão final do documento e apresentá-lo em agosto.
De acordo com o jornalista Roldão Arruda, do Estadão, a mudança de planos ocorreu, por coincidência ou não, depois da 3° Marcha Nacional LGBT, feita em Brasília, em maio.
A demora, de oito meses ou um ano, não se justifica. O plano nada mais é do que uma sistematização da 2° Conferência Nacional LGBT, feita em dezembro de 2011 em Brasília. O que tem de complementar aí são, basicamente, orçamentos.
Mas o que os movimentos LGBTs em geral deveriam olhar não é o tal segundo plano, mas o quanto do primeiro, feito em 2009, foi cumprido. Veja a íntegra desse conjunto de orientações aqui. Enfim, como sabe qualquer pessoa preocupada com direitos humanos: carta de intenções pouco muda da realidade!
Com informações de Welton Trindade do Parou Tudo

#GCB: Novo seriado do Sony debocha dos evangélicos e aborda a homossexualidade Resposta


Zapeando a procura do seriado perfeito, há quatro semanas, me deparei com a estreia de “Good Christian Belles”, no canal Sony, às 22h. Adorei! 

A série é baseada no livro “Good Christian Bitches”,  ou GCB, como o seriado é conhecido, e conta a história de Amanda Vaughn (Leslie Bibb), que após a morte do marido, precisa voltar para Dallas, 18 anos depois de ter concluído o ensino médio e ter aprontado bastante na cidade, deixando péssimas lembranças. As antigas vítimas dessa ex-garota-má, que praticava bullying contra as colegas, querem se vingar dela. Até aí nada demais. 

Mas o mais divertido é que a série retrata o choque cultural entre Amanda, que morava na Califórinia e jurou nunca mais pisar no Texas e  suas ex-colegas de escola: Carlene (Kristin Chenoweth), uma devassa na cama, mas que vive julgando as pessoas baseada no seu entendimento da Bíblia; Cricket Caruth-Reilly (Miriam Shor), outra crente, que trai o marido com professores e vive um relacionamento de fachada com Blake Reilly (Mark Deklin), na verdade um homossexual; e Sharon Peacham (Jennifer Aspen), que está em crise com o marido, Zack Peacham (Brad Beyer) e é apaixonada pelo pastor da cidade.

Com uma sucessão de cenas divertidíssimas, GCB, debocha e detona o tempo todo com a falsa moral evangélica e ainda trata de maneira discreta, até agora, da homossexualidade. Um programa imperdível em tempos de Malafaia e companhia.

Para quem quer acompanhar a série desde o início, o Sony irá exibir uma maratona com os quatro primeiros episódios, no sábado (23), a partir das 11h.