CE é o 6º estado com maior número de casais homoafetivos, diz Ipece Resposta



O Ceará é o sexto estado do Brasil e o segundo do Nordeste com maior número de pessoas que declaram manter uma união homoafetiva estável, segundo estudo divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), com base no censo de 2010, realizado pelo IBGE. De acordo com o estudo, 2.600 disseram conviver com outra de mesmo sexo no Ceará. No Nordeste, apenas a Bahiatem um índice maior, com 3.029 pessoas.
Em número de casais que compõem domicílio, Ceará é o 5º do estado do Brasil e primeiro do Nordeste em número relativos. Segundo o estudo elaborado pelo Ipece, 0,17% dos lares do estado têm casais homossexuais como residentes. Rio de Janeirolidera o ranking, com 0,32% dos domicílios do estado particulares de pessoas do mesmo sexo.
No Nordeste, o número ultrapassou o estado de Pernambuco, que tem população maior que a do Ceará e maior número de casais heterossexuais. São Paulo é estado com maior número de pessoas que declaram manter um relacionamento homoafetivo, com 16.872. Os outros estados com números maiores que o do Ceará são Rio de Janeiro (10.170), Minas Gerais4.098, Rio Grande do Sul 3.661 e Bahia (3.029).
O Ipece constatou também que em 35 dos 184 municípios cearenses pelo menos uma pessoa afirmou ao Censo 2010 manter uma relação homossexual. Na maior parte dos casos, segundo o Ipece, o índice segue a proporção da população, ou seja, quanto maior a população, maior o número de pessoas que declaram manter relacionamento com o mesmo casal. Os municípios que apresentam população acima de 150.000 habitantes (como Caucaia, Maracanaúe Sobral) também concentram a maior parte dos demais registros. Fortalezatem a maior parte dos casos, com 1.560 pessoas.
A exceção, conforme o Ipece, fica na cidade de Juazeiro do Norte. A cidade no Sul do Ceará tem população maior que a de Maracanaú, na Grande Fortaleza, mas tem um número menor de relações homoafetivas (86 em Maracanaú e 64 em Juazeiro do Norte). “Talvez, por ser Juazeiro um dos municípios cearenses de maior tradição católica, haja também uma probabilidade mais alta de haver subnotificação”, avalia Flávio Ataliba, diretor geral do Ipece.

Reportagem: G1

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s