Recife: Todos os candidatos à Prefeitura são contra a homofobia e a transfobia Resposta

Debate do Fórum LGBT na boate Metrópole foi um sucesso. Todos os candidatos contra a homofobia

Jair Pedro (PSTU) destacou a importância de dar visibilidade aos anseios de todo um setor da sociedade que não tem ainda seu devido espaço no mercado de trabalho ou na mídia. “Nem todo mundo pode pagar para ter sua liberdade. Então o poder público precisa prestar assistência”, disse.

Daniel Coelho (PSDB) afirmou que o debate desta sexta à noite foi “muito mais que um debate eleitoral”. “É cidadania”, disse o tucano. “É excelente para que os candidatos que não têm história de militância junto à causa possam se interar das reivindicações da população LGBT”.

O candidato Roberto Numeriano (PCB) ressaltou que o debate é de extrema importância para chamar a atenção, já que, para ele, os poderes municipal, estadual e federal deveriam ter políticas públicas voltadas para a população LGBT. “Precisamos fazer políticas públicas transversais, englobando várias secretarias, para mostrar que isso é algo natural”, defendeu.

Geraldo Julio, candidato do PSB à Prefeitura do Recife, disse que o debate da noite desta sexta-feira (14) “foi muito importante, porque os candidatos ouviram um segmento da sociedade que sofre muita injustiça e preconceito”.

O candidato Mendonça Filho (DEM) disse que “qualquer espaço democrático que escute os assuntos de um segmento é de extrema importância”. O democrata destacou ainda que foi o primeiro candidato a cargo majoritário a participar de um debate na boate Metrópole, quando concorreu ao Governo do Estado, em 2006. “Sou um liberal. Respeito a todos”, pontuou.

O petista Humberto Costa destacou a importância de todos os candidatos convidados terem comparecido ao evento. “Vocês já podem se considerar vitoriosos. Nos outros anos sempre houve algum que, querendo agradar outros setores, não vieram. Se todos vieram é porque todos têm pelo menos a intenção de contribuir para a livre expressão”, afirmou.

Os seis postulantes à Prefeitura presentes assinaram um termo de compromisso com a AMOTRANS, Associação voltada para transexuais e travestis. O compromisso, levado aos candidatos pela presidente da assosciação, Chopelly Santos, é de que o futuro prefeito irá ouvir as necessiades da AMOTRANS. “Todos os candidatos assinaram. Não têm mais como evitar a cobrança. Dessa vez eu não caio no mesmo erro que caí com Eduardo (Campos, governador)”, disse Chopelly, se queixando que o governador firmou verbalmente o compromisso e nunca deu espaço para ouvir as transexuais e travestis.



O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s