Como eu saí do armário: Thiago Patrick de Oliveira Pires 1

Patrick de Oliveira Pires

Thiago Patrick de Oliveira Pires

Meu nome é Thiago Patrick de Oliveira Pires, tenho 21 anos, sou de Itapuranga (GO), terminei em 2012 minha graduação em Geografia, e pretendo ser professor.  Foi meio complicado sair do armário, pois sou do interior, e as pessoas não veem a homossexualidade com tanta naturalidade.

Inicialmente, quando criança, eu sempre fui muito tranquilo, tinha uma relação boa com minha família, amigos e colegas de escola, porém com o passar do tempo, fui percebendo que meus ciclos de amizades eram todos formados por meninas, o que me deixou meio pensativo, mas por ser criança, isso poderia ser resolvido depois.

Já  na adolescência, percebi que não sentia atração sexual por nenhum tipo de menina, o que me deixou muito preocupado e pensativo. No entanto, procurei ter alguns relacionamentos heterossexuais, que foram excelentes experiências, fiquei um tempo tranquilo em relação a isso, mesmo sabendo que havia algo estranho.

Futuramente, quando completei 19 anos, a atração por homens só aumentava, e as “ficâncias” com mulheres não mais me satisfazia. Então, um dia na internet conheci um rapaz que ficava com homens, tínhamos amigos em comum, e éramos da mesma cidade. Isso me chamou muita atenção, resolvi ficar com ele em novembro de 2010, e contei para os meus amigos, que já desconfiavam da minha orientação sexual. Eles reagiram com muita naturalidade, e isso foi muito importante.

Em janeiro de 2011, eu já namorando com outro rapaz, nas vésperas em que Lady GaGa lançou seu single de trabalho Born This Way, (que fala sobre aceitação) contei para minha mãe, que abriu o jogo para toda a família.

Bom, no final das contas, todos à minha volta só estavam esperando pela minha confirmação, pois já desconfiavam disso. Todos, eu disse exatamente todos, ficaram do meu lado, e me apoiaram, colegas de escola/faculdade, vizinhos, amigos e familiares, todas essas pessoas foram de total importância nessa fase de decisões, e só tenho a agradecê-las pela cumplicidade e amor com minha pessoa.

Por fim, foi muito prazeroso perceber que o “ser” homossexual não  é um bicho de sete cabeças, e que, apesar dos pesares, eu tive muita sorte, e espero que vocês tenham o mesmo. Sair do armário foi a minha maior conquista desde o meu nascimento até dias atuais. Obrigado.

O blog quer ouvir você

Conte ao blog como foi a sua experiência de sair do armário. Se você é travesti ou transexual, conte também. Envie uma mensagem ou um vídeo com o seu nome, a sua profissão, a sua cidade, o seu estado e uma foto (opcional) para o email oblogentrenos@gmail.com. A mensagem deve ter o seguinte título: Como eu saí do armário. Se quiser anonimato, basta pedir.

Um Comentário

  1. meus parabéns eu tenho 38 muita gente sabe de mim porém não posso fazer o mesmo porque como meus país são muito velhos e cabeça fechada tenho medo de que eles morram de susto. mais no fundo eles sabem. Mais você é uma pessoa muito bonita e a luz de Deus está com você. seja sempre discreto e respeite a todos e sua casa que você sempre continuará sendo feliz. parabéns. aquele beijo

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s