Entrevista com Silas Malafaia não teve razão de ser 20

Silas Malafaia e Marília Gabriela

Silas Malafaia e Marília Gabriela

A entrevista com do pastor Silas Malafaia ao programa De Frente com Gabi (SBT), na noite deste domingo, movimentou as redes sociais. O líder religioso, que nas chamadas de divulgação do programa afirmava que amava “os homossexuais e os bandidos”, foi alvo de críticas de internautas, celebridades e até político. Único parlamentar com orientação gay assumida, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), acusou o dirigente da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo de “semeador de ódio” e  ser um “falso profeta”.

“Levantai-vos mulheres e homens das ciências! Não se calem ante a estupidez fundamentalista e o cinismo dos exploradores comercias da fé! Juntem-se a nós no enfrentamento dessa estupidez: ela ameaça a própria ciência!”, bradou o parlamentar em seu perfil no Facebook.

O deputado baiano também questionou a “importância” da fala do religioso em programas de televisão. Para ele, se Silas não tivesse acesso a estes canais de comunicação, merecia ser ignorado. “Gostaria de poder ignorar o mentiroso contumaz e falso profeta… Mas não posso: preciso saber quais as mentiras para poder desmascara-las. Se esse vendilhão do templo homofóbico e semeador de ódio não tivesse horário na tevê aberta nem falasse à grande mídia, poderia ignorá-lo. Muita gente com preconceitos arraigados e presa a dogmas religiosos vira terra fértil para as mentiras e o ódio que o vendilhão semeia…”, completou.

A entrevista também repercutiu entre os famosos. A ex-funkeira Perlla, que se converteu ao evangelismo e agora ministra cultos, se emocionou com as palavras do pastor. “A Marília Gabriela está quase chorando já. Pastor Silas Malafaia só na palavra. Meu Deus. Demais! Me espelho muito”, escreveu Perlla no Twitter. Logo depois, a cantora recebeu uma resposta de Adriane Galisteu. “Você odeia homossexuais igual ao Malafaia, Perlla?”, perguntou a apresentadora.

Receitas milionárias

O líder religioso não fugiu de qualquer pergunta da jornalista Marília Gabriela. Entre as polêmicas da entrevista foi a reportagem da Revista Forbes que o coloco como um pastor mais rico do Brasil, com um patrimônio de US$ 150 milhões. Mas, o pastor rebateu, com veemência, os homossexuais. “Eu não acredito que dois homens e duas mulheres tenham a capacidade de criar um ser humano” e “Se tiver pastor homossexual, ele perde o cargo”, disse.

Sem razão de ser

É lamentável que uma jornalista conceituada como a Marília Gabriela desça tão baixo em busca de audiência. Entrevistar o Silas Malafaia? Que vergonha. Fico indignado em saber que uma emissora como o SBT deu voz a um homem que prega e estimula o ódio contra um grupo social (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) que ainda sofre preconceito de uma parcela considerável da sociedade. Mas foi o SBT colocou o Guilherme de Pádua no Programa do Ratinho, não foi? Está explicado: alguém na emissora tem uma paixão arrebatadora por psicopatas. É o SBT, também, que no Programa Raul Gil coloca crianças pregando nas tardes de sábado em troca de dinheiro que vai para os bolsos dos seus pais e depois, naturalmente, para o bolso do pastor das inúmeras igrejas que surgem por aí.

O que mais me deixa admirado é que a Marília Gabriela deve saber o que é homofobia, pois ela já teve a sua orientação sexual questionada inúmeras vezes e o seu filho também. Mas o que importa é faturar.

E não me venha falar em liberdade de expressão, uma pessoa que prega o ódio não deve ter liberdade para se expressar em rede nacional. Por questões ética eu jamais daria voz a um cara como o Silas Malafaia. Aliás, o que motivou a entrevista? Claro que quiseram causar bochicho nas redes sociais, ainda mais depois de divulgarem foto dos dois, pastor e jornalista, com a frase “eu amo os homossexuais e os bandidos”.

Pensei muito antes de escrever o que escrevi, porque admiro a trajetória da jornalista Marília Gabriela. Vai ver ela sofreu alguma pressão da direção da emissora. Mas não pude deixar de registrar o meu protesto. Lamentável.

*Com informações do Diário de Pernambuco

  1. Sugiro à Andressa que aprenda a escrever corretamente, antes de vir a um blog, falar um monte de abobrinhas. Talvez, se ela tivesse sido criada por dois pais casados e gays, que fizeram planejamento familiar, me adotaram e me deram excelente educação e instrução, ela não falaria todo esse besteirol que disse. Complicado deve ser pros filhos dela, tadinhos… Já pensou? Para ter uma mãe dessas, fico, de longe, com meus dois pais.

    • Perfeito, Lavínia Lins!
      Sua resposta acaba de uma vez com esse preconceito besta.
      Preferem mesmo que uma criança viva em um orfanato, nas ruas, com fome e sem amor, ao viver com pais gays?? Ahh… faça-me o favor!!
      É a famosa frase: Tenho amigos gays, mas meus filhos não! – Abaixo a hipocrisia dessa sociedade!

  2. Rafael, peço desculpas em nome do Cristianismo protestante. Não sou blogueiro e não sou teólogo, mas fiz um post relacionado à diferença entre posições cristãs e a posição desse senhor, seja quanto à homossexualidade, seja quanto a qualquer coisa.
    Caso tenha interesse, dê uma olhadinha.

    Desculpe também se interpretar este comentário como spam, ok?

    Abraço!

  3. A esposa do Silvio Santos é evangélica com isso ela consegue q um judeu (Silvio ) coloquem participantes evangélicos. Deve ser p/ela ñ encher o saco dele e depois ele quer audiência, o q importa o q está passando?!?! O importante é q assim como o Pastor , Silvio faz compras e Passa o final de semana em Miami, “sua humilde residência internacional!!! Com o dinheiro dos outros até eu!!!!!

  4. Homossexual, tem que entender que a união feita por uma igreja digamos convencional já é um exageiro e um grande equivoco, e tambem imoral pois trasgride um costume de milenios e milenios.
    E a parte da adoção é complicado também, como fica pra criança conviver com 2 mães e a figura do pai que é importante sim na formação da criança. Se para um casal de hetero já é dificil criar um filho imagine um casal de gay que já sofre preconceito por ser quem são.
    Imagine pra criança que complicado isso tud.

  5. Adoro Gays tenho vários amigos gays, e o pastor Sílas defende uma visão dele, em momento algum ele ecitou que o odiava, entendo o paradoxa que ele quis mostrar ao comparar um gay a um assasino. Ele quis mostrar o amor nisso tudo, só que cabe a cada um interpretar do seu jeito.
    O Pastor está sendo julgado de uma maneira errada, espero que reeveja com outro olhar a forma dele de pensar, até porque até hoje eu nunca ouvi falar de gay agredido por membro do grupo ‘machista’ de Sílas Malafaia.
    Ele apenas defende a doutrina a qual ele segue, como qualquer outra pessoa com qualquer outra doutrina.

    • Respeito a exposição de ideias, uma vez que estamos no estado democrático de direito, onde, a liberdade de expressão é um direito constitucional e, a liberdade de culto é garantia do mesmo códice de prática e de exposição e direcionamento do rito e da crença.O Pastor Silas Malafai está nas linhas alhures, defende suas ideias com fundamento em sua crença.
      Particularmente, não somos obrigados à concordância de ideia ou de crenças, deve-se o bom senso e o respeito da discordância conforme a nossa Carta Magna.
      Singularmente, sou partícipe das ideias e da crença do Pastor Silas Malafaia-, creio em Deus, nas escrituras que, vementemente condenam a prática do homossexualismo.
      Parabéns, Pastor Silas Malafaia.

    • crime só se na tua terra desinformado, uma vez que a pessoa que procura orientação vai por livre e espontânea vontade, não entendo onde isso é crime, sinceramente tem pessoas que deveriam terminar o segundo grau antes de escrever na web tanta bobagens, sugiro informação e estudo para alguns de vocês.

  6. Discordo plenamente, em nenhum momento o pastor disse que odiava os homossexuais, muito pelo contrario, ele disse que ama-os mas nao concorda com suas praticas. E a mesma coisa de dizer, amo os exploradores de criancas, mas nao concordo com suas praticas, por exemplo. Ele repetiu isso varias vezes, se esse parlamentar nao entendeu, ai ja e questao de sentar, ouvir de noco e refletir sobre o q foi dito. Distorcer a fala e muito comum entre os politicos pta ganhar credivilidadw. Tenho a mesma posicao do pastor, tenho amigos gays, lesbicas, drogados, mas nem por isso menosprezo alguem, mas deixo bem vkaro pra eles e pra quem tiber alguma duvida, que nao concordo com suas praticas. Acredito em Deus e o sirvo, acredito na palavra de Dwus e as pratico. Isso me basta. O que nao gosto sao as pessoas de mente fechada, xingarem os outros, e como de novo o pastor, de semeador de odio e falso profeta, ele prega o que acredita e eu sigo o que acredito, quem conhece e segue a palavra de Deus, sabe muito bem que nao tem nada a ver com semear odio. Se fosse tem um video no youtube de um padre q tb fala dos homossexuais com a mesma veemencia que o pastor e nem por isso o perseguem. Se a perseguicao for pra um, tem q serpra rodos, vamos serjustos.

    • Dizer que dois homens ou duas mulheres jamais poderão criar uma criança “perfeita” não é a mesma coisa que dizer descaradamente que considera os homossexuais inferiores? Além do mais, comparar-nos a bandidos e assassinos? Me desculpe mas isso não parece liberdade de opinião, É SIM INCITAÇÃO AO ÓDIO.

      • O caso deve ser bem explicado afinal os ignorantes ainda não entenderam, a bíblia fala da visão de Deus quanto a prática da homossexualidade onde Ele a vê como erro e abominação, porém em nenhuma parte da bíblia existe algo que incite a agredirem os mesmos, muito pelo contrário Cristo demonstrou amor pelo pecador. Muito bem o que acontece é que o mundo está dividido entre os adeptos e seguidores da bíblia que não acham que o homossexualismo é algo normal e aos que simpatizam e praticam o homossexualismo, independentemente do que os religiosos falem a questão é que para Deus é errado e pronto e para o resto do mundo é normal, porque não faz mal a ninguém, só que enquanto um bando de idiotas tanto pela TV quanto pela web atacam e entram em discussão inútil em busca da audiência lá fora nas ruas a essa hora tem muita gente sendo agredida moral e fisicamente por ser e pensar diferente e nunca serão restituídas por isso, muita gente precisa de proteção não somente os homossexuais, para eles tudo é permitido e por isso não é bom que eduquem uma criança, mesmo pagando suas contas e trabalhando sendo tão honestos e dignos como qualquer um, mas são pessoas sem limites onde no mundo deles tudo é permitido. Não tenho nada contra os homossexuais, falo do que eu vejo tenho amigos gays e conheço o mundo deles muito bem, o que faltam a alguns gays é ter vergonha na cara e respeito pelos héteros principalmente em trens e ônibus onde desrespeitam homens descaradamente, por isso são agredidos pena que muitos gays decentes paguem por esses idiotas que só querem aparecer.ESSA É A MINHA OPINIÃO É NÃO SÃO PESSOAS TÃO PEQUENAS COMO VOCÊS QUE A MUDARÃO

    • Porque os homossexuais devem ser colocados no mesmo patamar de bandidos e exploradores de crianças? Isso é que eu não entendo… O problema, meu amigo, é essa forma negativa que os homossexuais são tratados, pessoas que pagam os mesmos impostos que tu, trabalham, estudam, vivem suas vidas com erros e acertos como todo mundo, mas são classificados como o desvio, como o erro, junto com bandidagem e toda a merda que vemos por aí. O que esse sujeito fala é contra a lei desse país, é mentiroso e desonesto. E outra meu amigo, você é ignorante, você foi formado em uma educação tecnicista, sem inclinação para humanidades, para o raciocínio, filosofia, literatura, por isso não consegue perceber que uma coisa não tem nada a ver com a outra. Você pode ter a crença que for, servir a quem for, mas mesmo assim respeitar e se sensibilizar com o que vem acontecendo com os homossexuais e transexuais desse país. O discurso do pastor Malafaia contribui SIM para o aumento da intolerância e, por consequência, atos de violência, inclusive assassinatos. É fácil pensar isso, é só usar de lógica. O problema é que os militares desse país venderam nossa educação para os americanos nos anos 60, enxugaram o currículo das humanidades, consideradas “obsoletas”, e promoveram um ensino tecnicista cujas sombras perduram até hoje. E esse fenômeno educacional é o que faz com que você e muitos religiosos não saibam colocar os pensamentos nos seus devidos lugares, pensam que todo o mundo deve estar sob o crivo de suas crenças e responder por “erros” que não cometeram. Uma vez que eu não tenho como premissa que ser homossexual é pecado e a Constituição do meu país não declara isso (por enquanto…), então eu não sou um desvio. Lógica básica, somada à lei maior da nação, EU TENHO LIBERDADE PARA NÃO CRER NO QUE VOCÊ CRÊ. Vocês não sabem ler, pensar e muito menos usar o raciocínio de uma forma a contribuir para a construção de uma sociedade mais justa. No entanto, vocês são tão vítimas quanto os gays, mas, sob a salvaguarda de um discurso religioso, acham que são representantes da verdade universal,, e colocam todos os supostos desvios abaixo de vocês. É simples, meu caro: POR SER HOMOSSEXUAL, EU NÃO SOU UM ERRO DA EXISTÊNCIA, E TENHO TANTOS DIREITOS QUANTO VOCÊ. Acorde meu amigo, ainda há tempo.

  7. Eu tenho a impressão , – que o “foco ” , – nem mesmo é a polêmica em torno de questões sexuais .
    Eu tenho a impressão , – de que , – SBT , – como sendo parte da chamada “grande mídia ” ,
    – possue de fato , – interêsse em , – “expandir ” – uma possível popularidade deste “pastor ” ,
    – uma vez que , – sempre ! – em qualquer eleição , – ele , bem como a grande mídia ,
    – se colocam em posição radicalmente contra o PT .

    Infelizmente , – a população , – não possue a capacidade de atender o incentivo da parte
    do Senhor Jesus , – quando disse … ” e por que , – não julgais , – POR VÓS MESMOS ,
    – o que é justo ? ”

    Ou seja , – …. a questão da “manipulação ” .

  8. Concordo plenamente com o que escreveu. E acho que, assim como também disse, que Marília não estaria nem um pouco afim de entrevistar esse acéfalo, mas vivemos numa sociedade pobre em educação e à todo vapor no capitalismo. Então o que importa é faturar! Mas, vi um ponto positivo nessa entrevista, o fato de, por diversas vezes, Marília deixar a imparcialidade de um repórter qualquer de lado e levantar em evidência a nossa causa. E principalmente deixar a questão humanitária em cheque quanto ao Pastor.

  9. Eu discordo de você. Acredito que você foi egoísta em sua opinião. Eu também sou homossexual e discordo do comportamento e da opinião do pastor, mas até mesmo o discurso de que ele é ‘semeador de ódio’ é uma opinião relativa, e mesmo discordando da visão do pastor, ele tem direito a sua opinião e a defender seus ideais. E como figura pública e de relevância religiosa, por quê ele não cederia uma entrevista ao programa dela? Isso é função do jornalismo, cabe ao próprio público telespectador construir sua opinião, não à emissora.

    • Gostei de ver, enfim uma pessoa sensata e inteligente que tem suas opinioes mas nao precisa agredir ningue,. Prabens, pena que existam tanta gente ignorante

    • Então, Hitler teria esse direito? Um cara que matou milhões de pessoas e que por externar as suas opiniões dizimou vidas?

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s