Petição de apoio a Silas Malafaia é derrubada no site AVAAZ 1

5854dd35d9c085ac033bad7bbdbb27d2

Este fim de semana a Internet foi palco de uma verdadeira Guerra.

Uma petição criada por grupos homofóbicos com um enunciado desrespeitoso ao Deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi postada no site AVAAZ . Nesta petição on-line, eles pediam a saída de Jean Wyllys, que foi eleito democraticamente pelo eleitor fluminense, por não concordarem com a sua luta dentro da Casa do Povo em relação aos Direitos LGBT. Os internautas se revoltaram com esta iniciativa, e diversas ações dentro do Facebook foram tomadas pelos ativistas para a retirada desta petição do site. E obtiveram êxito, na tarde deste último domingo (17) a Petição criada contra Jean Wyllys foi retirada do site, as pessoas que quisessem entrar no endereço da petição eram  encaminhadas para a página inicial do Site.

Um evento foi criado pela Comissão Suprapartidária LGBT chamando os internautas, ou ‘facers’ como são conhecidos os participantes da Rede Social Facebook, para que entrassem na petição contra Jean e a denunciasse como inapropriada com a subcategoria Discurso de Ódio. Os ‘facers’ se mobilizaram e em tempo recorde chega a notícia da suspensão desta Petição no Site.

Mas um segundo round ainda estava por vir. Empolgados com a possibilidade de se fazer ouvir no site, o evento mudou de foco, e os internautas começaram  a denunciar também a Petição criada por Silas Malafaia contra a sua cassação no Conselho Federal de Psicologia. Esta petição foi criada em resposta a uma outra que pede a cassação deste “Pastor Psicólogo” no Conselho. Silas desejava obter 200.000 assinaturas, o dobro do que a petição que deseja sua cassação tem como meta. E novamente obtiveram êxito.

No fim da noite do domingo a Petição criada por Silas Malafaia foi derrubada do site, sendo também encaminhados àqueles que  desejariam assina-la para a página inicial do AVAAZ.

Com isto ficou claro que com a união de todos, sem estrelismos de um lado ou de outro é possível fazer grandes mudanças em nossa sociedade. A comunidade LGBT pode fazer muito, nós que somos militantes da causa LGBT podemos aprender demais com este fim de semana. Através da união, da resposta rápida e da agilidade é que conseguiremos nos transpor à frente dos problemas de nos circundam e nos atacam diariamente. Parabéns militantes! JUNTOS, SOMOS MAIS FORTES!

Mas esta guerra ainda não acabou e virão novos episódios no decorrer da semana. Mas vamos nos focar a assinatura de uma terceira petição: A petição pela cassação do CRP de Silas Malafaia, com a meta inicial de 100.000 assinaturas, ela pode ser acessada neste link :

http://www.avaaz.org/po/petition/Pela_cassacao_do_registro_de_psicologo_do_Sr_Silas_Lima_Malafaia/

“Tendo em vista que a Psicologia, enquanto ciência da saúde, deve preservar e compreender a identidade dos sujeitos e promover a cultura de paz e de respeito aos direitos humanos, nós acreditamos que o Sr. Silas Lima Malafaia (CRP/RJ 24.678), por ter apresentado repetidamente comportamentos homofóbicos e que patologizam a homossexualidade, desrespeitando o método científico e a ética profissional, deve ser submetido a inquérito administrativo que impeça sua atuação como psicólogo. Desta forma, solicitamos à senhora Presidente do CRP/RJ a abertura de inquérito que investigue os comportamentos descritos acima e que verifiquem sua incompatibilidade com a resolução CFP 001/99, que resultaria na cassação do registro profissional do Sr. Silas.”

Vamos assinar?

Texto: Davi Godoy, do http://atos420.blogspot.com.br

Um Comentário

  1. Pingback: " F I N I T U D E "

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s