Em novo ato contra Feliciano, deputados pressionam por sua renúncia 1

O líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães, fala durante reunião da frente parlamentar dos Direitos Humanos Givaldo Barbosa / O Globo

O líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães, fala durante reunião da frente parlamentar dos Direitos Humanos Givaldo Barbosa / O Globo

Dezenas de parlamentares de vários partidos realizaram nesta quarta-feira (21/3) um novo ato contra a manutenção do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) à frente da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara. Esses deputados criaram uma frente em defesa dessa causa e de oposição a Feliciano. O líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE), discursou no ato e disse que Feliciano deve deixar o colegiado.

+ PSC mantém Feliciano em comissão, mas promete solução ‘respeitosa’ nos próximos dias

+ Marco Feliciano é intimado pelo Supremo a prestar depoimento

+ Marco Feliciano diz que direitos das mulheres atingem a família

+ Foto de Marco Feliciano no Instagram vira motivo de chacota nas redes sociais

Nem os evangélicos aguentam Marco Feliciano

+ Nova frente por direitos humanos será lançada na Câmara

+ Rio de Janeiro e São Paulo têm novas manifestações contra deputado Pastor Marco Feliciano

+ Grupo LGBT em Maceió faz protesto contra deputado Pastor Marco Feliciano

+ Deputado Feliciano cancela gravação de programa de TV após protestos

+ Acreanos fazem ‘velório’ em protesto contra deputado Marco Feliciano

Grupo faz protesto contra deputado Marcos Feliciano na sede da ALE/AM

Em vídeo, Feliciano diz que ‘Satanás está infiltrado no governo brasileiro’

+ Pastor Marco Feliciano não pode suspender processo no STF e pode ser preso por discriminar gays

+ Conselho de Combate à Discriminação diz que Feliciano não tem “perfil e história” para presidir Comissão

+ Presidente da Câmara critica tumulto em comissão, mas Feliciano permanece no comando

+ Feliciano pede ‘desculpas’ a quem se sentiu ofendido por declarações

+ Marta Suplicy se diz ‘indignada’ com eleição de Feliciano para CDHM

+ Pastor tira ‘homofobia’ da pauta na 1ª reunião à frente dos Direitos Humanos

+ FHC critica nomeação de Feliciano para Comissão de Direitos Humanos

+ Ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, diz que eleição de Feliciano é ‘assunto interno’ do Congresso

+ Líder do PT diz que fez apelo ao PSC para substituir Feliciano de comissão

+ Grupo de deputados do PT, PSB e PSOL, decide ir ao STF para tentar anular eleição de Feliciano

+ Em culto, deputado Pastor Marco Feliciano prega combate a projeto que criminaliza a homofobia

+ Marco Feliciano usa mandato em benefício de suas empresas e igreja

+ Abaixo-assinado reúne 340 mil assinaturas a favor da destituição de Feliciano

+ Presidente da Câmara não está disposto a rever a escolha do pastor para Comissão de Direitos Humanos e Minorias

+ Pastor Marco Feliciano, eleito para comissão, responde por estelionato e homofobia no STF

+ Marco Feliciano é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos

+ Deputado Marco Feliciano: “Não aceito as atitudes homossexuais em espaço público”

+ Deputado e pastor Marcos Feliciado, chama Aids de doença gay, compara ativistas LGBT com propaganda nazista e diz que é coisa do diabo

— A comissão precisa ser reconstituída. Não pode retroceder. A presença do deputado ali é no mínimo muito delicado. Deveria sair — disse José Guimarães.

O líder do PSOL, Ivan Valente (SP), criticou duramente o parlamentar.

— Colocaram um deputado lá que ofende e atenta contra os direitos humanos. Que usa o cargo para ganhar dinheiro e projeção política — disse Valente.

Raul Henry (PMDB-PE) afirmou que Feliciano gera um desgaste imenso para a Câmara.

— Foi escolhido para presidir a comissão um deputado que simboliza a intolerância, a homofobia, o fundamentalismo e o racismo — disse Henry.

A deputada Luiza Erundina (PSB-SP) anunciou que retirou da Comissão de Direitos Humanos o grupo que criou — Comissão de Verdade, Memória e Justiça — e o transferiu para funcionar dentro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Um representante do governo — Paulo Abrão, presidente da Comissão de Anistia e Secretário Nacional de Justiça — participou do ato.

Fonte: O Globo

Um Comentário

  1. Pingback: NOSSOS TONS | " F I N I T U D E "

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s