Primeira pastora lésbica da Noruega renuncia ao cargo para protestar contra a discriminação Resposta

Hilde Raastad se tornou a primeira pastora na Noruega a se casar com outra mulher

Hilde Raastad se tornou a primeira pastora na Noruega a se casar com outra mulher

A primeira mulher pastora que se casou no civil com outra mulher na Noruega renunciou as suas funções pastorais para protestar pela discriminação contra gays e lésbicas, que, segundo ela, existem na Igreja luterana da Noruega. “Ficou insustentável para mim representar uma Igreja que ainda pratica a exclusão”, declarou Hilde Raastad na edição do jornal norueguês Aftenposten.

Em 1997, Raastad se converteu na primeira mulher pastora na Noruega a se casar com outra mulher.

Oficializando uma prática já em andamento, a Igreja protestante (luterana) autorizou a ordenação de homossexuais 10 anos depois, ao mesmo tempo em que concedeu aos bispos e às autoridades clericais a possibilidade de negar um ministério às pessoas que vivem com alguém do mesmo sexo.

Indicando que em várias ocasiões lhe negaram um posto, embora por vezes tenha sido a única candidata, Hilde Raastad disse que enviou uma carta ao arcebispo de Oslo para pedir que anule sua ordenação.

“Considero que a homofobia é um pecado”, explicou ao Aftenposten. “Uma igreja local não pode escolher pessoas em função da cor de sua pele ou de sua etnia. Da mesma maneira, não pode excluir ou julgar pessoas baseando-se em sua orientação sexual”.

*Do Estado de Minas

Pastor americano proíbe casamentos até que gays também possam se casar

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s