Sidney Magal: ‘Já fui muito cantado por homens’ Resposta


Sidney Magal prestigiou a pré-estreia do musical “Priscilla, Rainha do Deserto” no teatro Bradesco, em São Paulo, e falou da importância do espetáculo. “Priscila é o emblema maior de toda essa loucura, descontração. Acho que o preconceito é uma coisa já ultrapassada. O mundo está livre, aberto para que as pessoas sejam felizes!”, disse.
Magal contou que nunca teve nenhum tipo de intolerância com drag queens e nem com homossexuais. “Nunca foi problema para mim, já fui muito cantado por homens, trabalhei na noite por muitos anos, com vários travestis, prostitutas, artistas em geral. Isso não me fez ter medo de nada, porque somos todos iguais, somos todos seres humanos maravilhosos”, comentou.