Pela primeira vez Richarlyson se posiciona contra a homofobia 2



Depois de ver a torcida organizada Mancha Alviverde, do Palmeiras, fazer uma faixa onde se lia “A homofobia veste verde”, o volante do Atlético Mineiro, Richarlyson, pediu mais tolerância na sociedade brasileira e disse que é preciso que as pessoas respeitem as outras “independente da opção sexual, do credo, da religião”.
A faixa foi feita quando o jogador negociava uma possível ida para o Palmeiras, contra a vontade da torcida – que acredita que Richarlyson é homossexual.
Durante uma entrevista, Richarlyson, declarou: “queira ou não aceitar o Richarlyson, não estou nem aí, sou bem aceito no Atlético e agradeço”. O jogador disse ainda que “é engraçado, ninguém contesta outras coisas que não tem o nome do Richarlyson, mas estou acostumado. Importante é que a minha família, pessoas do clube gostam de mim como eu sou, vamos parar com isso”.
Richarlyson pediu mais tolerância entre as pessoas e que elas se preocupem menos com a vida pessoal umas das outras.

Finalmente o jogador se posicionou contra a homofobia. Belas palavras do jogador, mas sabemos que a realidade é outra. Se ele deixasse claro qual é a sua orientação sexual, esse ti-ti-ti a respeito do assunto não teria mais o menor sentindo. Claro que Richarlyson pode não revelar qual é a orientação dele, mas isso só fomenta especulações.

Sobre a faixa, a torcida organizada Mancha Alviverde, responsável por ela, deveria ser punida. Homofobia é crime no estado de São Paulo!


Com informações da Cena G