Lady Gaga afirma que seu perfume pode ser usado por gays Resposta


A cantora Lady Gaga apresentou o primeiro perfume com sua marca – mas ele não tem cheiro de sangue e sêmen, como a esfuziante artista disse certa vez que gostaria. Fotos do frasco de Fame vazaram na quarta-feira na Internet, e a diva confirmou detalhes mais tarde pelo Twitter.
“Parece que as fotos do meu perfume estão sendo vazadas. Ah, seus editores de moda, eu podia afundar minhas mãos em vocês”, tuitou ela, que está em turnê na Ásia. Questionada se haveria uma versão masculina ou para gays do produto, a artista respondeu: “Meu perfume foi criado para mulheres, mas muitos de meus amigos gays usam”.
Gaga também divulgou fotos do frasco e da caixa, mostrando a fragrância na forma de um líquido escuro que aparentemente se torna incolor em contato com a pele. “É negro como a alma da fama, mas invisível quando no ar”, diz a embalagem.
O aroma será como “lágrimas de beladona, coração esmagado de orquídea-tigre com um véu negro de incenso, damasco pulverizado com essências combinando de açafrão e gotas de mel”. No ano passado, noticiou-se que Gaga teria pedido que o perfume tivesse notas de “sangue e sêmen”, e que fosse adequado para “uma prostituta cara”.
O Fame, que originalmente se deveria chamar Monster – como Gaga batiza seus fãs -, deve começar a ser vendido nos próximos meses.

Com informações da Reuters

Time inglês demite jogador que fez comentário homofóbico no Twitter Resposta

Lee (esquerda) e Thomas (direita)

O atacante Lee Steele foi dispensado do Oxford City, time de futebol da Inglaterra, após fazer um comentário homofóbico no Twitter sobre Gareth Thomas, ex-jogador profissional de rúgbi e participante do Big Brother inglês de celebridades.

Na rede social o jogador escreveu que “não escolheria a cama ao lado de Gareth Thomas”.

O treinador da equipe, Mike Ford afirmou que a dispensa de Steele foi uma das coisas mais difíceis já feitas por ele no futebol. “Nesta ocasião, Lee teve de pagar por seu erro de julgamento. Fez um comentário homofóbico, mas isso não quer dizer que ele é homofóbico”, lamentou.
O clube divulgou um comunicado justificando a dispensa do jogador por sua “atitude totalmente contrária a ética do clube”. O jogador preferiu não dar declarações sobre o ocorrido.
Atualmente, o Oxford disputa a League Two, o que corresponde a quarta divisão do Campeonato Inglês.

*Reportagem UOL Esportes


Atriz e cantora se beijam e são expulsas de avião nos EUA Resposta

Leisha Hailey, foto do Facebook

A atriz Leisha Hailey, que interpretou uma jornalista bissexual na série “The L Word”, afirma ter sofrido ataque homofóbico durante viagem. A atriz e sua namorada Camila Grey, da banda Uh Huh Her, teriam se beijado a bordo de um avião da Southwest Airlines e foram expulsas da aeronave. Elas estavam em El Paso, localizado no estado estadunidense do Texas.

Camila e Leisha



No twitter, Leisha contou que uma comissária de bordo disse que aquela “era uma companhia aérea familiar e um beijo não era ok”. Dessa maneira, escoltaram as duas para fora do avião.


A atriz também exigiu um pedido público de desculpas:

“SouthwestAir apoia empregados homofóbicos. Desde quando é ilegal demonstrar afeto a quem você ama? Eu quero saber o que a Southwest Airlines considera uma ‘família’”, escreveu. 


Em nota, a companhia aérea se defendeu das acusações:

“Nós recebemos várias reclamações de passageiros que apontam para um comportamento excessivo. Nossa equipe, responsável pelo conforto de todos os clientes a bordo, abordou as passageiras baseado apenas no comportamento e não no gênero”.

A desculpa é sempre a mesma, quando alguma empresa é homofóbica: comportamento excessivo. Engraçado que eu desconheço alguém que tenha sido expulso de alguma aeronave por “comportamento excessivo”, no caso, um beijo, heterossexual.

Ricky Martin manda mensagem aos fãs brasileiros Resposta


Ricky Martin não quer fazer feio com os fãs brasileiros em sua vinda ao Brasil, na próxima semana, e já está treinando o português em seu twitter.


Nesta quarta-feira (17), o cantor porto-riquenho, que fará shows no dia 26, no Credicard Hall (São Paulo); dia 27, no Citibank Hall (Rio de Janeiro); e no dia 30, no Ginásio Gigantinho (Porto Alegre), mandou uma mensagem para animar o público em relação às apresentações.

– Brasil está pronto? Eu vou lá na próxima semana! Vamos fazer barulho!

No microblog, ele também postou um pensamento em português.

– um homem sábio sabe como mudar de idéia



Há alguns dias, com incentivo da cantora Claudia Leitte, com quem ele estava gravando um videoclipe nos Estados Unidos, o cantor também escreveu no twitter um trecho de uma música do gruo “É o Tchan”.


– Brasil, cheguei, hein!? Estou no paraíso! Que aBUNDÂncia, meu irmão!!!!!!

Pelo menos, o astro é esforçado e está se dedicando ao português.

Já que o assunto é o astro porto-riquenho, faça um quiz sobre os cantores de música latina!

O preço dos ingressos varia entre R$ 45 e R$ 500.

Carlos Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, ofende LGBTs em seu twitter Resposta

O vereador Carlos Bolsonaro (PP-RJ), ofendeu lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais em seu twitter, durante a Parada Gay e após o Conselho de Ética (?) e Decoro (?) da Câmara dos deputados, decidir, por 10 votos a 7 arquivar o processo contra o seu pai, o deputado estadual Jair Bolsonaro (PP-RJ). Veja os posts dele e a resposta do blog a cada um deles!

Vereador ignorante é manipulado e mal educado pelo pai desde criança. Resultado: virou um adulto igualmente ignorante.

Quando se trata de ditadura, ninguém melhor que o pai do vereador, para falar e elogiar. O deputado Jair Bolsonaro é ferrenho defensor da ditadura. Carlos também é. Seria este um elogio aos gays?

“Avoroço” não. Protesto. Aliás, o papai do vereador fez por onde. Estaria o vereador querendo aparecer na próxima parada? Estaria o vereador com inveja do boneco do pai na parada?

Infelizmente, uma parcela da população é ignorante, mal informada e mal educada. Seria louvável se o governo federal tivesse ido até o fim com o programa Escola sem Homofobia. Assim, as pessoas teriam mais informação e não ficariam reféns de alguns pais preconceituosos, como parece ter sido o caso do vereador.

“Inventaram” a palavra homofobia tem pouco tempo? Mas será que o vereador nunca consultou um dicionário? “Pai dos burros” já! Se em que agora, acho que já é tarde. Os dados que o vereador coloca em seu twitter têm fonte? Parece lorota.

Competência acima da sexualidade? O que ele quer dizer com isso? Ele defende as causas de militares, uma parcela da população que merece respeito e merecia melhor representante. É mais do que natural que um homossexual tenha um representante no Congresso.
O vereador fala em ditadura outra vez? Será que não aprendeu o que é ditadura com o papai? Ser contra o PLC 122? Claro que ele, como bom homofóbico, tem que ser.
“Kit gay”? Quanta ignorância! Estude e procure saber o que era o projeto Escola sem Homofobia! Tá parecendo a Dilma, eu hein!
“Chupa”, ele escreveu e repetiu! Parece ser uma ideia fixa do vereador.

Atenção vereador, apesar de você externar as suas fantasias sexuais no twitter, para a sua infelicidade, você é feio.
O meu desejo seria que você refletisse e mudasse um pouco o seu comportamento. Mas, acho que isso é impossível, tendo em vista a péssima educação que você recebeu do seu pai. Sendo assim, já que você não tem noção de respeito ao próximo, seria interessante que você tivesse um filho homossexual. Não como castigo, mas para aprender a respeitar pessoas que possuem uma orientação sexual diferente da sua.

Atenção vereador, para a sua infelicidade, você é feio e dificilmente um gay irá te cantar. A não ser que seja masoquista.
Que você é homofóbico, todos nós sabemos. Eu hein!