Claudia Leitte se manifesta contra a homofobia e a misoginia Resposta

Claudia Leitte

Claudinha se manifestou contra a homofobia e a misoginia.

A cantora Claudia Leitte declarou na noite de sábado (29/9), durante show no centro de Brasília, ser contra o “ódio” e a “homofobia”.  Sem citar diretamente o nome de Jair Bolsonaro, a artista fez as declarações para os fãs brasilienses presentes no evento. Enquanto ela falava, o público entoava “ele não”, campanha criada na internet contra a candidatura do presidenciável.

Claudia não aderiu a campanha e nem respondeu a Anitta, após ser desafiada por ela, mas deu o seu recado no show.

View this post on Instagram

"Como mulher eu preciso dizer que eu não tolero misoginia (ódio ou aversão à mulher) e aqui junto de vocês que eu vou reiterar que eu não admito, eu não tolero homofobia. Eu nunca vou tolerar o ódio contra vocês! Vocês me entenderam?" disse Claudia Leitte na Festa Blow Out em Brasília – uma das maiores festas LGBT do Brasil – na madrugada desse sábado (29). (🎥 Vídeo reprodução via WhatsApp) #EleNão #EleNunca #MulheresContraBolsonaro #Bolsonaro #B17 #ClaudiaLeitte #FestaBlowOut #ClaudiaLeite #ClaudinhaLeitte #BlocoLargadinho #BlocoBlowOut #RockInRio #MaiaraeMaraisa #Anitta #SimoneeSimaria #LGBT #NegoDoBorel #MariliaMendonça #Ludmilla #WesleySafadão #NeymarJR #JojoToddynho #PablloVittar #IveteSangalo #Iza #Fofocas #Notícias #Famosos #Artistas #News

A post shared by Divulgação CL (@divulgacaoclaudialeitte) on

Após ser desafiada por Anitta, Preta Gil se manifesta sobre Bolsonaro Resposta

Preta e Anitta.jpg

Preta Gil, que já foi alvo do discurso ódio do Jair Bolsonaro, se manifestou a respeito do movimento #EleNão, após ser desafiada pela cantora Anitta a se pronunciar sobre as eleições. A reação de Preta surpreendeu pelo tom nada amigável.

View this post on Instagram

Não preciso ser desafiada para falar o que já é óbvio, público e notório há sete anos, parece até que se esqueceram desses vídeos, pode até ter edição, mas a intenção de me agredir não teve. Não tem como eu apoiar um candidato que fez agressões gratuitas, calúnias e difamações a mim, a minha família e a tantos outros. Eu já senti na pele a fúria do mesmo e de seus eleitores, e não me intimidei, nem entrei no jogo da violência, segui sendo quem eu sou, lutando pelos meus ideais com amor e respeito e defendendo o que considero certo sem precisar ofender ninguém. Não me sinto no direito de desafiar ninguém a declarar repúdio ou apoio a ninguém, cada pessoa se posiciona ou não, por livre e espontânea vontade e deve ser respeitada. #souelenãohá7anos e sei que está difícil, que estamos cansados, mas não podemos deixar o ódio dominar nossas vidas. Vote em quem quiser, mas não agrida ninguém, não ameace as pessoas, isso não está certo. Sigo aqui na paz lutando por mim e por todos e todas que são diariamente atacados por discursos e atitudes racistas, homofóbicas e machistas!!! PS: vocês que me cobraram posicionamento esses dias, que me xingaram e que me ameaçaram… vocês não me conhecem, já meus fãs conhecem meu caráter e minha índole, eles não me cobram e não me julgam, eles me apoiam!!! #meuambienteélindo

A post shared by Preta Gil 🎤 (@pretagil) on