Mãe de Whitney Houston desaprovaria se ela fosse lésbica Resposta

Cissy e Whitney Houston

Cissy e Whitney Houston

Cissy Houston, mãe de Whitney Houston, falou sobre a suposta homossexualidade da filha em entrevista a Oprah Winfrey na segunda-feira, 28. Primeiramente, a entrevistadora leu um trecho da biografia que Cissy lançou – chamada “Remembering Whitney” (Relembrando Whitney) – no qual cita os rumores de que a filha teria um caso com a amiga e assistente Robyn Crawford:

“Eu sabia que não queria Robyn perto da minha filha e disse (à Whitney) isso. Não havia muito que eu pudesse fazer. (Whitney) gostava de Robyn. Ela tinha passado da idade em que eu poderia proibi-la de ver alguém. As crianças têm uma cabeça própria quando envelhecem. Elas querem experimentar todos os tipos de coisas. E eu não sei se foi mais que isso.”

Então, Oprah questionou se Cissy se incomodaria se Whitney tivesse sido lésbica. “Com certeza”, respondeu a mãe da artista. Ela confirma que não teria gostado e que não teria tolerado o fato.

Durante anos Whitney enfrentou boatos de que teria um relacionamento com Robyn e o próprio ex-marido, o cantor Bobby Brown, diz em sua biografia que os dois se casaram por motivos diferentes. Ele teria se casado por amor, mas Whitney para “limpar a sua imagem” (ele não deixa claro se foi para afastar as suspeitas de homossexualidade).

Texto: Parou Tudo

Em livro, Reynaldo Gianecchini revela origem de fama de gay Resposta

Imagem

Eu, particularmente, acho que essas especulações a respeito de uma suposta homossexualidade do ator Reynaldo Gianecchini já deram pano pra manga. Se ele é hétero, gay ou bi pouco importa. O mais importante é que é um bom ator e, hoje em dia, engajado em campanhas bem bacanas. Mas ainda tem muita gente interessada no assunto, tanto é que está em um livro, né? Então, segue a notícia:

O ator Reynaldo Gianecchini , que completou 40 anos recentemente, mostra sua intimidade na biografia “Giane – Vida, Arte e Luta”, escrita pelo jornalista Guilherme Fiuza , que será lançada na terça-feira (4). O jornal “Folha de S. Paulo” teve acesso à obra e publicou trechos sobre a luta do ator contra o câncer, seus amores e a origem dos rumores sobre sua homossexualidade. Veja dez coisas que você não sabia sobre ele:

1. Gianecchini e Vera Fischer se beijaram na vida real
Durante as gravações da novela “Laços de Família”, em 2000, que marcou sua estreia na TV, ele e a protagonista Vera Fischer se beijaram fora dos sets, durante jantar num hotel no Japão. “Na viagem, tinha pouco texto, muito passeio e bom saquê. O romantismo contagiou os atores”, descreve a biografia.

2. Fama de gay I
Na obra, Fiuza conta que os rumores de que Gianecchini seria gay começaram com uma amante do ator, que era casada, e usou a desculpa para que o marido parasse de rondar o prédio do ator com um revólver.

3. Fama de gay II
Há outra versão que começou no início do namoro com Marília Gabriela, quando Giane ainda era modelo e morava em Paris. Os rumores davam conta de que ele teria um caso com o filho caçula da jornalista, Theodoro, e que, para entrar no triângulo familiar, teve de largar um amante francês.

4. Gianecchini não se perdoa por não ter ficado com Carla Bruni
A ex-primeira dama da França se encantou pelo então modelo num desfile na Suíça, mas ele não aproveitou a oportunidade.

5. Recusou aparecer nu em duas peças de teatro, mas aceitou o desafio no cinema
Sua nudez foi revelada no filme “Entre Lençóis”, ao lado de Paolla Oliveira .

6. Gianecchini quase morreu por conta de erro médico
Ele sofreu uma parada respiratória ao ter uma veia perfurada durante a colocação de um cateter pelo médico Raul Cutait , quando estava internado para tratar do câncer. A mãe do ator diz no livro que ele ficou “desfigurado”.

7. Claudia Raia discutiu a conta do hospital dele
A amiga Claudia Raia discutiu pessoalmente a conta do hospital Sírio-Libanês e disse que o pneumologista não seria pago, já que teria sido chamado apenas para consertar o dano que o erro médico provocara.

8. Encontro com Marília Gabriela era sempre nas luas cheias
No início do namoro com a jornalista, que começou na Copa do Mundo da França, em 1998, eles decidiram que se encontrariam sempre nas luas cheias. Ela pegaria um avião para onde Giane estivesse.

9. Na última noite com Marília Gabriela, um dia antes do ator deixar o apartamento dela em São Paulo, eles arrumaram a mala juntos e dormiram abraçados
A decisão de cada um ir pelo seu caminho foi emocionada, eles choraram na despedida e agradeceram o privilégio da convivência.

10. Aos 34 anos, o ator começou fase festeira e a estreia foi no Carnaval de Salvador, com muita festa, vodca, noites em claro e até mais de duas pessoas na cama.
A fase da balada forte foi interrompida pelo diagnóstico da doença.