‘É uma invencionice’, diz Gil após declaração de Feliciano sobre Caetano Resposta

Gil em evento nesta quinta-feira, em Salvador (Foto: Naiá Braga/G1)

Gil em evento nesta quinta-feira, em Salvador
(Foto: Naiá Braga/G1)

O cantor baiano e ex-ministro da Cultura, Gilberto Gil, comentou na manhã desta quinta-feira (11), em entrevista ao G1, a declaração do deputado federal Marco Feliciano que circula na internet após uma publicação no Youtube. No vídeo, o político diz, durante um culto evangélico, que o cantor Caetano Veloso recorreu a Mãe Menininha do Gantois, mãe-de-santo mais famosa de Salvador, morta em 1986, para conseguir sucesso com a música ‘Sozinho’. A composição de Peninha foi gravada por Caetano em 1998.

O vídeo não tem uma data divulgada de quando foi gravado. Até por volta das 16h30 desta quinta-feira, a publicação já tinha mais de 196 mil visualizações.

“Eu ouvi ele falando que Caetano quando gravou ‘Sozinho’, foi pedir conselho a Mãe Menininha. É uma invencionice. De onde ele tirou isso?”, comentou Gil durante um evento do qual participou na manhã desta quinta-feira, na capital baiana.

Sobre as polêmicas que envolvem a permanência dele na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmera dos Deputados, Gilberto Gil preferiu evitar análises. “Eu não vou discutir isso. Ele é político, a indicação é política. Enfim, o partido dele faz parte da base governista. Tem essas injunções todas. Eu não vou entrar no mérito disso. O que está ficando claro é que o consenso maior na comunidade brasileira é de que a presença dele ali é inadequada”, completou o ex-ministro.

Na publicação, Marco Feliciano faz a declaração durante um culto religioso. “Há alguns anos atrás, um sujeito sentado em um banquinho, fazendo um show em uma viola, cantou uma música, cujo nome é ‘Sozinho’ e em uma semana e meia vendeu um milhão de cópias. O pessoal da mídia foi rastrear a música e descobriram que Tim Maia gravou a música e Sandrá [de] Sá também e ninguém canta melhor do que os dois. Voz negra, parafernalha de instrumento. Só que nenhum dos dois vendeu mais do que 30 mil cópias. Aí foram entrevistar o cantor baiano, que era Caetano Veloso e perguntaram ‘Caetano, qual o seu segredo’? Você bateu o Tim, bateu Sandra Sá com um violão só, um milhão de cópias’. Ele fez ‘é simples, meu segredo é Mãe Menininha do Patuá sic[Gantois]’. Como assim Caetano. ‘Antes de mandar a música para a rádio, para o Brasil, eu levo para ela e, ela possuída pelos orixás, diz assim: ‘pode gravar que eu abençôo”, diz Marco Feliciano no vídeo.

Mãe Menininha do Gantois é a ialorixá mais famosa de Salvador. A religiosa dirigiu o terreiro do Gantois em Salvador por 64 anos e morreu em 1986. A mãe-de-santo foi iniciada no Candomblé aos 8 anos de idade.

Fonte: G1

Em novo vídeo, Feliciano diz que Caetano Veloso e Lady Gaga fazem pacto com diabo Resposta

Caetano1

Em um novo vídeo que circula na internet, o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) insinua, durante uma de suas pregações, que os cantores Caetano Veloso e Lady Gaga têm pacto com o diabo.

O vídeo está disponível no Youtube. O deputado diz que o cantor Caetano Veloso, quando gravou e fez sucesso com a música “Sozinho”, teria dito que o segredo do sucesso é a mãe de santo, já falecida, Mãe Menininha do Gantois.

– Alguns anos atrás, um cidadão sentado num banquinho, fazendo show com uma viola, cantou uma música chamada “Sozinho” e vendeu, em uma semana e meia, 1 milhão de cópias. Aí perguntaram para Caetano Veloso, qual era o seu segredo. E ele disse: meu segredo é Mãe Menininha do Patuá (sic). Antes de cantar, eu levo para ela que, possuída pelos orixás, diz “pode gravar porque eu abençoo. Não subestime o diabo, porque ele tem poder – diz Feliciano, no vídeo.

O deputado ainda se refere à cantora Lady Gaga.

— O diabo tem uma Lady Gaga que canta e encanta.

Feliciano foi denunciado pelo crime de discriminação pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um ofício pedindo que o plenário da Corte aceite a denúncia. Se os ministros do tribunal concordarem com Gurgel, o inquérito será transformado em ação penal e Feliciano passará a ser réu em mais um processo.

Na terça-feira, após reunião com líderes de partido da Câmara, Feliciano não cedeu e decidiu continuar na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Segundo o deputado Ivan Valente (PSOL-SP), Feliciano até propôs deixar a presidência da comissão, desde que os petistas João Paulo Cunha (SP) e José Genoíno (SP) deixassem a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Marco Feliciano também é acusado de estelionato, homofobia e racismo por ter postado nas redes sociais comentários considerados ofensivos a homossexuais e negros. Ele nega as acusações.

Feliciano critica John Lennon por se comparar a Jesus