Obama, Kobe e personalidades apoiam jogador da NBA que assumiu ser gay Resposta

Jason Collins recebeu apoio de diversas personalidades e companheiros de NBA

Jason Collins recebeu apoio de diversas personalidades e companheiros de NBA

A decisão do pivô Jason Collins, que assumiu ser gay na segunda-feira (29/4), causou grande impacto nos Estados Unidos. Rapidamente, o caso ganhou repercussão mundial e muitas pessoas começaram a se questionar sobre como seria a reação dos americanos com o anúncio. No entanto, antes que qualquer teoria homofóbica ganhasse força, diversas autoridades e jogadores da NBA saíram em defesa do atleta e enviaram mensagens de apoio.

Um dos primeiros a se manifestar a favor do atleta foi Barack Obama. O presidente dos Estados Unidos ligou para Collins para demonstrar apoio e dizer ficou impressionado com a coragem demonstrada pelo jogador do Washington Wizards.

Em seguida, o ex-presidente Bill Clinton utilizou sua conta oficial no twitter para apoiar a decisão de Collins e divulgar um comunicado a favor da causa gay.

“Eu espero que todos, principalmente os companheiros de Jason na NBA, a mídia e os fãs, apoiem e demonstrem o respeito que ele merece”, dizia parte do texto assinado por Bill Clinton.

Ainda pelo twitter, diversas personalidades do esporte se manifestaram a favor da atitude de Collins. Lenda do Los Angeles Lakers, Magic Johnson, que recentemente viu seu filho assumir ser homossexual, afirmou que apoia 100% o jogador.

“Jason Collins anunciou que é gay. Eu o conheço e sua família muito bem e o apoio 100%”, postou o ex-atleta.

Outro astro dos Lakers que apoiou publicamente o anúncio de Collins foi Kobe Bryant. Um dos maiores jogadores da atualidade, o camisa número 24 da franquia californiana se disse orgulhoso do companheiro de NBA.

“Orgulhoso de Jason Collins. Não se sufoque por conta da ignorância dos outros”, tuitou Bryant.

Até mesmo personalidades de outros esportes defenderam o pivô do Washington Wizards. A ex-tenista Martina Navratilova, que é uma das grandes defensoras dos direitos LGBT, também aprovou a decisão.

“Muito bem Jason Collins. Você é um homem corajoso e um grande homem. 1981 foi o ano para mim – 2013 é o ano para você”, postou.

Captura1 Captura2

Medo de perder vaga na NBA

05jan2013---jason-collins-entao-no-boston-celtics-em-lance-de-partida-da-nba-ele-revelou-ser-gay-e-se-tornou-o-primeiro-atleta-nas-ligas-profissionais-dos-eua-a-assumir-enquanto-ainda-jogador-1367252306760_615x300

Após o anúncio, Collins, primeiro atleta ainda em atividade a assumir ser gay em um dos quatro grandes campeonatos dos Estados Unidos, afirmou não saber qual será o seu futuro como jogador da NBA e se a liga vai aceita-lo normalmente. Mas a orientação sexual do pivô não deve ser um problema. Rapidamente, o presidente do Washington Wizards, Ernie Grunfeld, divulgou um texto para elogiar o seu comandado.

“Estamos orgulhosos de Jason e apoiamos sua decisão de viver abertamente. Ele tem sido um líder dentro e fora das quadras e um excelente companheiro de equipe ao longo de sua carreira. Estas qualidades vão acompanhá-lo como um jogador e como um modelo positivo para todos, de todas as orientações sexuais”, afirmou.

A situação de Collins pode ficar complicada por outro fator. A partir de julho, o jogador ficará sem contrato com nenhuma franquia. De acordo com um levantamento feito pela imprensa norte-americana, de 14 times procurados em sigilo, seis esperam que o jogador consiga assinar com alguma equipe e jogar sua 14ª temporada na liga, mesmo após assumir a homossexualidade. No entanto, algumas organizações explicaram que a idade do jogador, 34 anos, pode ser um fator decisivo para que nenhum time demonstre interesse em sua contratação.

Collins, que nesta temporada defendeu Boston Celtics e Washington Wizards, está na NBA desde a temporada 2011-02 e possui médias de 3.6 pontos por jogo e 3.8 rebotes.

Informações: UOL

Magic Johnson apoia filho homossexual e pede fim de preconceito Resposta

Ex-jogador acredita que filho será um símbolo na luta contra a homofobia

Ex-jogador acredita que filho será um símbolo na luta contra a homofobia

A notícia de que Earvin Johnson III, filho do lendário jogador da NBA Magic Johnson, assumiu ser homossexual ganhou forte proporção ao longo da semana e se tornou um dos temas mais discutidos nos Estados Unidos. Preocupado com a repercussão negativa que o caso poderia ganhar, o próprio ex-jogador decidiu quebrar o silêncio nesta quinta-feira e dizer que apoia totalmente a decisão do garoto.

“Sim, nós (Magic e sua mulher) sabemos há muito tempo que nosso filho é gay. Finalmente nós sentamos e falamos sobre isso. Eu disse a ele: “Eu vou te amar de qualquer forma. Apenas me deixe saber se você é ou não?”. Então, finalmente ele disse: “Sim, eu sou””, contou Magic durante entrevista para o site especializado em celebridades TMZ.

A situação chegou a conhecimento público na noite da última segunda-feira, quando um repórter do TMZ flagrou E.J (apelido do jovem) andando de mãos dadas com um suposto namorado pelas ruas de Hollywood. Questionado sobre a conversa que teve com o filho, Magic demonstrou calma e voltou a defender E.J.

“Eu disse a ele: “estamos aqui para te apoiar e nós vamos te amar não importa quem você seja e o que você faça. Queremos apenas que você tenha amor próprio e certeza de que possui todas as informações”, continuou.

O ex-jogador do Los Angeles Lakers e atualmente um dos donos do Los Angeles Dodgers também aproveitou para “agradecer” o flagra do TMZ. De acordo com Magic, a situação ajudou o garoto a assumir a homossexualidade.

“Eu acho que ele realmente queria assumir, mas devia ficar pensando: ” Será que eu devo falar que sou Gay?”. Eu acho que o TMZ o ajudou nesse caso. Foi um grande momento para nós como família e para ele”, analisou.

Por último, Magic Johnson atacou as pessoas que possuem algum tipo de preconceito contra os homossexuais e afirmou que espera que mais jovens também assumam a homossexualidade nos próximos meses.

“As pessoas precisam entender que estamos em 2013 e devemos ajudar e apoiar os gays. Acho que a atitude de E.J. vai ser boa para muitos jovens negros que pretendem se assumir. Ele pode ser um símbolo, o símbolo de esperança de que as pessoas podem conversar com os pais e amigos, tanto homens quanto mulheres”, concluiu.

Veja o vídeo do filho de Magic Johnson passeando com suposto namorado, clicando aqui: http://bit.ly/10ACwjP